2016/02/02

Projecto português mostra frota de robots aquáticos autónomos


Sendo Portugal um país com longa tradição marítima é bom ver que também está preparado para desbravar novo horizontes no campo da navegação autónoma com embarcações robot.

Muito se tem falado dos desenvolvimentos dos automóveis autónomos, mas a questão da navegação autónoma não se limita apenas às estradas; aliás, pode dizer-se que até acaba por estar mais adequada para a gestão da navegação nos nossos mares.

O projecto "Um Mar de Robots" foi desenvolvido pelo BioMachines Lab, um grupo de investigação do Instituto de Telecomunicações, e aplica inteligência artificial a um "enxame" de robots aquáticos, de modo a que possam cooperar e levar a cabo diferentes tipos de missões de forma autónoma.


Cada robot recorre a uma plataforma que foi criada de raiz usando técnicas de fabricação digital (incluindo peças impressas em 3D) e usa um Raspberry Pi, módulo GPS e comunicação WiFi. O controlo é feito usando uma rede neuronal que dá a estes robots a capacidade de actuarem em grupo de forma idêntico aos grupos de animais. Assim, basta a um operador dar uma ordem como agrupar, dispersar, ou patrulhar, para que eles cumpram a função da forma mais eficiente em função do número de robots disponíveis.

A ideia é que, usando estes sistemas de "enxame", se possam criar frotas de veículos robotizados de baixo custo que melhor possam realizar determinadas operações (por exemplo, vigilância de determinada área, monitorização de poluição, etc.) do que um único veículo mais dispendioso - e tudo feito de forma autónoma sem risco para tripulantes humanos.


3 comentários:

  1. Já há alguns anos que a FEUP desenvolveu um barco 100% autónomo, mas à vela (chamado FASt), onde o volume de informação e grau de complexidade é substancialmente superior.

    Existem Campeonatos do Mundo onde estes barcos têm que percorrer uma série de pontos pré-estabelecidos no menor espaço de vento, tendo a equipa da FEUP vencido em 2013.

    Sei que o Campeonato do Mundo realiza-se este ano em Viana do Castelo, numa parceria entre a FEUP e o Clube de Vela de Viana do Castelo.

    No site do FASt podem encontrar mais alguma informação: http://paginas.fe.up.pt/~jca/fast/

    http://noticias.up.pt/veleiros-roboticos-feupinesc-tec-premiados-em-competicao-internacional/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São coisas diferentes, aqui trata-se de um sistema autónomo em "enxame" (sem por em causa a complexidade de uma navegação autónoma à vela, face a navegação a motor. :)

      Eliminar
  2. Obrigado Carlos pela divulgação deste projecto. Sinto me orgulhoso por ter um projecto da minha faculdade a ser divulgado aqui

    ResponderEliminar

[pub]