2016/03/26

Estatística diz-nos que estamos a procurar extra-terrestres nos planetas errados


Num Universo com triliões de planetas, será praticamente impossível sermos o único planeta com vida e seres inteligentes. Mas então, porque motivo tem sido tão difícil descobri-los? Será que estamos simplesmente a procurar nos planetas errados?

A teoria dos Aliens Grandes baseia-se em análises estatísticas para tentar resolver esse problema, e as suas conclusões são curiosas. Tomando como exemplo coisas como a distribuição dos fãs de clubes de futebol, ou seguidores de determinada religião, deduz-se que a raça humana poderá ser ainda mais especial do que já se considera, e ser uma "excepção" num Universo onde as criaturas inteligentes são em número bem mais reduzido e com estatura bem mais volumosa que os humanos.

Em suma, a não descoberta de extra-terrestres poderá dar-se por estarmos a procurá-los em planetas semelhantes ao nosso, quando seria bem mais provável que fossem encontrados em planetas ligeiramente mais pequenos, orbitando tipos de estrelas bem mais numerosas que a nossa.

... Claro que também há outras teorias que defendem que será melhor não procurarmos demasiado, e que eles também não nos encontrem. :)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]