2016/03/04

Facebook impede links para sites concorrentes no Instagram


Quem quiser complementar o seu perfil no Instagram com um link para o seu perfil no Telegram ou Snapchat, vai ter a desagradável surpresa de que nem todos os links são tratados da mesma forma.

O sonho de uma internet "neutra" parece ir ficando cada vez mais afastado, e agora começamos a ter restrições até nos links que se podem colocar nos perfis de certos serviços. A descoberta parece ter sido feita por Pavel Durov, fundador do Telegram, e que foi surpreendido por ver que o Instagram o impedia de usar um link para o Telegram no seu perfil.

A desculpa dada pelo Facebook (que detém o Instagram) é a de que não é permitido usarem-se links que peçam aos utilizadores para usarem outros serviços... mas o mais preocupante é que isto demonstra uma tendência que infelizmente se deverá agravar no futuro, e onde nem os próprios links estão a salvo - e mais caricatamente, isto chega-nos de um serviço que tem tentado dizer que o seu serviço de "internet gratuita" não é uma ameaça à neutralidade da net.

Depois deste pequeno passo ao bloquear os links para perfis em serviços concorrentes, o que se segue: começar a bloquear todo e qualquer link para todo e qualquer site "indesejado" de forma mais global, nas páginas do Facebook, nas mensagens, e em tudo o resto? E se esta tendência se alastra, e os restantes serviços retaliarem na mesma moeda, bloqueando links para o Facebook? Será o futuro da Internet um amontoado de serviços desconexos, em que teremos que subscrever o acesso ao Facebook, e onde só teremos links para sites e serviços associados ao mesmo; e o acesso ao Google, para aceder a todos os serviços do Google; e assim por diante?

Sem dúvida de que seria algo do interesse de algumas entidades que não apreciam muito o facto de um único acesso nos permitir aceder a tudo indiscriminadamente... mas é definitivamente o oposto de tudo aquilo que se deseja que a internet seja.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]