2016/03/15

Here Maps abandonam Windows Phones


O serviço de mapas e navegação Here Maps é o último a complicar a vida à Microsoft, anunciando que irá remover as suas apps da Windows 10 store e deixar de suportar a plataforma da MS.

O Here Maps era o serviço de mapas que era quase sinónimo das plataformas mobile da Microsoft, mas que com a sua venda a um consórcio de marcas automóveis alemãs, começa por se focar naquilo que acha importante, e onde os smartphones Windows, com uma ínfima percentagem de mercado, não se enquadram.

As apps Here Maps serão removidas da Windows 10 app store já no final deste mês, e a "batota" que permitia correr as suas apps nos smartphones Windows 10 deixará também de funcionar no final de Junho. Para que as apps funcionassem correctamente no novo sistema universal de apps seria necessário reescrever todas as aplicações de raiz, e aparentemente isso é um trabalho que, nesta altura, pensam que não se justifica.

A excepção são os smartphones com Windows 8, onde o Here Maps está mais integrado no sistema, e que continuarão a receber actualizações para correcção de vulnerabilidades graves - mas limitando-se também a apenas isso; não irão haver novas funcionalidades ou correcções de bugs "comuns".

... Seja como for, é mais uma pesada baixa para a Microsoft, e que poderá tornar-se numa bola de neve caso outros grandes developers comecem a seguir este mesmo exemplo.

19 comentários:

  1. É um bocado esquisito... Estes últimos dias temos visto uma debandada de apps da store do windows... Tirando o spotify que veio dar o dito por não dito... É muito esquisito e pode matar à nascença este optimo SO

    ResponderEliminar
  2. É um bocado esquisito... Estes últimos dias temos visto uma debandada de apps da store do windows... Tirando o spotify que veio dar o dito por não dito... É muito esquisito e pode matar à nascença este optimo SO

    ResponderEliminar
  3. É pena, mas sinceramente (ainda que, com menos funcionalidades), prefiro a aplicação nativa do Windows 10 Mobile (baseado nos mapas HERE).

    Esses Alemães "do consórcio" que comprou o HERE ainda se vão arrepender, ou então, curvar-se perante estas recentes decisões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso que acontece a quem usa. Mas é mais facil noticiar com o tom de "o windows mobile tá a perder" do que "o windows mobile já tem essa funcionalidade e remove aplicação redundante"

      Eliminar
  4. Não há espaço para outros sistemas móveis... medianos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não fosses fanboy tapado, sabias que quanto maior a concorrência melhor para todos nós, consumidores.

      O Windows Mobile tem muito potencial e espero que não vá a lado nenhum.

      Aliás, idealmente ganhava uma boa fatia de mercado.

      Eliminar
    2. Se tivesse qualidade, não teria apps a serrem canceladas da plataforma.
      Nem preciso de dizer mais, o mercado fala por mim.

      Eliminar
  5. Bem vistas as coisas, de facto, não faria muito sentido dar continuidade a essas aplicações se as mesmas já estão nativas no sistema (ainda que com algumas funcionalidades ausentes como disse acima).

    Para quem realmente aprecia os Windows Phones/Windows Mobile, não fará qualquer diferença esta ausência, até porque a integração da app nativa dos Mapas Windows 10 Mobile é outro mundo que as app´s isoladas e tripartidas do Here não permitiam. Já para quem gosta do mimimi do costume, contra o SO Windows Mobile, certamente esta notícia será motivo para chacota infundada.

    Os "desenvolvedores" deviam ter mais cuidado com estas comunicações. Parece que fazem de propósito ou motivados por alguma malícia (idem aspas Spotify).

    ResponderEliminar
  6. Notícia à correio da manhã!? Não há Here Maps, mas há uma app nativa cujo nome é apenas Maps que usa os mapas Here... no fundo vai dar tudo ao mesmo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Continuem com as palas nos olhos e não vejam o trambolhão que o WM vai levar (não é muito grande pois não chegou a subir suficiente). Esta situação e outras do mesmo género são apenas mais pregos para o caixão.

      Eliminar
    2. Não há apps Here Maps?
      1) https://www.microsoft.com/en-us/store/apps/here-maps/9wzdncrfhw6d
      2) https://www.microsoft.com/en-us/store/apps/here-maps/9wzdncrfhwjq

      Quanto a ser ao estilo CM, terás que falar com a Here, uma vez que são eles próprios a dizer:
      "Although the essence of the HERE apps lives on in the Windows Maps app, we are removing the HERE branded apps from the Windows 10 store on March 29, 2016 and will limit the development of the apps for Windows Phone 8 to critical bug fixes."
      (na fonte indicada no artigo)



      Eliminar
    3. Finalmente um comentário sensato! Quem já usa o windows mobile 10 acaba por abandonar o here maps porque a aplicação nativa já é mais que suficiente. Aliás, tornava-se redundante.

      @kincas: TODOS ficamos a perder se windows mobile não ganhar tração

      Eliminar
    4. Quando disse "não há Here Maps" não queria dizer que não havia a app, estava a referir-me ao abandono que vai acontecer.

      Quanto ao estilo CM, é só porque a maioria das notícias sobre o WP, é sempre a criticar e não dão a informação toda. É o modo sensacionalista. Porque não se referiu aqui o facto de a tal app nativa de nome Maps, ser basicamente o mesmo? Que inclusivé usa os mapas e serviços HERE? Que a própria MS já disse que a ia melhorar? Pois, se calhar interessa mais dar relevo a outros SO's que às vezes têm tantas desvantagens como o WP... enfim.

      Eliminar
    5. kincas, podes achar o que quiseres. Eu já usei Android... fiquei farto de tanto problema. O WP para mim é um sistema mais estável. Quanto à história das apps, faltam-me 2 ou 3 que usava no Android e dou-me bem com isso. Se for preciso até uso a versão web, quando existe (exemplo, aplicação do cartão Continente).

      Falas em trambolhão... até pode dar. Qualquer empresa de qualquer área pode dar. Agora, basta estar um bocado atento para perceber que isso não será assim tão cedo como dizes (ou desejas). Basta ver o n.º de fabricantes de telemóveis que têm surgido com opções em WP, basta ver que há vontade de algumas empresas em fazer apps versão WP.

      Eliminar
    6. FF NN o "relevo" que se dá, tem a ver com coisas como isto, que nos dizem que o Windows Phone tem menos de 3% de quota de mercado. São factos, não são suposições.

      P.S. Se recuares alguns anos, verás que eu fui/sou fã do Windows nos smartphones, mas isso não me impediu de alertar para todos os erros que a MS foi fazendo - repetidamente - como o "abandono" dos WP 7, a "barretada" dos Win RT, etc. etc. Foram erros pelos quais a MS ainda continua a pagar... não estando ainda claro que, por muito mais biliões que invista, consiga fazer com que os Windows Phone "peguem". E isso nada tem a ver com a validade/qualidade da plataforma (veja-se o caso do WebOS, que lá por ser excelente não impediu o seu desfecho.)

      Eliminar
  7. Kincas, a estratégia que Satya Nadella desenhou para o segmento mobile da Windows já não passa por "concorrer" com os outros 2 SO's como vinha a ocorrer até à sua entrada em funções, mas sim, criar dar suporte ao ecosistema Windows 10 em todos os dispositivos de acesso, incluindo sistemas em automóveis. Por essa razão, o segmento mobile da Windows não vai cair no abismo dada a extensividade do fabuloso Windows 10. Mesmo que deixem de haver fabricantes que se interessem em fabricar Smartphones com Windows 10(o que não parece o caso - ver a HP e outras), o compromisso foi dado e a própria Microsoft continuará a produzi-los. Apenas considero que a Microsoft precisa realmente de lançar o aguardado Surface Phone dada a visibilidade de mercado e exclusividade a cavalo do sucesso do famoso tablet Surface... Temos que deixar de ver o Windows Phone/mobile como um sistema que procura con dois gigantes e passar a ver o seu potencial face à sua diferenciação e exclusividade assente em um ecoaistema Windows 10.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daqui a uns (poucos) anos voltamos a falar.

      @cribeiro91 quem fica a perder é a M$, seus accionistas e os seus clientes. Mas concordo que "só" 2 sistemas são "limitadores".

      Eliminar
    2. Independentemente de ser MS/Apple/Google; acho que o que se passou com a Nokia é exemplo perfeito para mostrar que nenhum "gigante" está imune a mudanças radicais num curto espaço de tempo.

      Nesta fase, o mais provável é que essas mudanças possam vir do lado da China (Xiaomi e afins), mas... será difícil prever onde é que "a próxima Apple" poderá surgir.

      Eliminar

[pub]