2016/04/13

O pesadelo de morar na morada "default" para a localização de IPs


Os endereços IP são fundamentais para o funcionamento da internet, mas há também quem pense que os mesmos podem ser transformados em moradas e pontos geográficos. Algo que poderá acabar num pesadelo para quem tiver o azar de morar nalguns locais "especiais".

Em muitos casos é possível ter uma ideia da localização de um endereço IP, mas daí a pensar que se trata de uma "ciência exacta" vai um grande passo. Existem muitas empresas que disponibilizam serviços que nos dão uma localização de um endereço IP, mas todas elas referem (de forma mais/menos visível) de que será um resultado aproximado, que deverá ser usado apenas para se ter uma ideia da localização aproximada do dito IP. O problema é que, quando se tratam de IPs sobre os quais não se tem qualquer informação, algumas destas empresas indicam uma localização genérica que, no caso da MaxMind, para endereços localizados nos EUA, é um ponto próximo do centro geográfico do país, ligeiramente arredondado para ser de leitura mais fácil (de 39.8333333,-98.585522 para 38.0000,-97.0000 - o equivalente a 38°N 97°W).

O problema é que nesse local existe uma habitação... e é essa habitação que é indicada como sendo o ponto de origem para mais de 600 milhões de endereços IPs sem localização conhecida!

Facilmente se percebe o pesadelo de quem lá vive, que frequentemente tem que lidar com ameaças, insultos, e até sujeitando-se a pesquisas policiais, por parte de todos aqueles que introduzem um endereço IP de alguém que tenha cometido uma fraude ou crime, e vendo surgir no seu ecrã a indicação de que é este o local onde se encontra.

Já sabemos que não se deve acreditar em tudo o que se vê na internet. Importará também relembrarmos-nos de que isso se aplica também aos casos em que poderemos estar desesperadamente à procura de um "presumível culpado". Mesmo que um qualquer serviço nos aponte em determinada direcção, será melhor manter presente a possibilidade de que é apenas mais um entre 600 milhões de possibilidades erradas.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]