2016/05/15

Bicicletas eléctricas prestes a perder a corrente de transmissão


As bicicletas eléctricas têm vindo a popularizar-se, e há algumas que já vão arriscando num funcionamento 100% eléctrico, abandonando a característica corrente de transmissão.

Uma das vantagens dos veículos eléctricos que muitas vezes não é referida, é o facto de se poder simplificar imensamente todo o sistema mecânico de transmissão. Embora muitas vezes automóveis e bicicletas eléctricos se limitem a trocar o "motor" por um motor eléctrico, mantendo a transmissão tradicional, o passo seguinte é simplificar toda essa parte mecânica... como faz esta bicicleta eléctrica da Bike2.

Aqui temos uma bicicleta que à primeira vista parece igual a qualquer outra, mas que um olhar mais atento revela não possuir corrente de transmissão. A propulsão é feita exclusivamente por um motor eléctrico, e os pedais servem unicamente para gerar energia.


A Bike2 tem uma bateria que lhe dá uma autonomia para 50 km, e o utilizador pode seleccionar diferentes velocidades virtuais e nível de assistência. No modo mais fácil o motor dará uma assistência três vezes superior ao esforço que se está a fazer, no modo "desligado" o motor gastará apenas a energia que estiver a ser gerada pelos pedais.

Infelizmente a marca não faz qualquer referência ou comparação entre a eficiência deste sistema face ao sistema de transmissão mecânico tradicional. Mas, mesmo que seja inferior, ganha-se em versatilidade pois permite a criação de bicicletas que poderiam ser mecanicamente "impossíveis" ou extremamente complexas de fazer com sistema de transmissão por corrente.

2 comentários:

  1. Boas,
    https://www.youtube.com/watch?v=4JKOKpg21dQ

    :)

    ResponderEliminar
  2. deixam de ser equiparadas a velocípedes
    o que é uma enorme desvantagem

    ResponderEliminar

[pub]