2016/05/16

Google prestes a enfrentar multa recorde de 3 mil milhões de euros na Europa


Depois das palavras, parece que a Europa se prepara para ir directamente aos bolsos da Google, com relatos de que está para breve a aplicação de uma multa recorde por abuso de posição dominante.

A Comissão Europeia parece estar convencida de que a Google abusou efectivamente da sua posição dominante nos motores de pesquisa, ao promover os seus próprios produtos acima de produtos concorrentes. Algo que virá acompanhado de uma multa recorde de 3 mil milhões de euros, bem acima do recorde anterior, de mil milhões de euros, aplicado à Intel.

Um valor que deverá ser encarado como um "exemplo" para que outros gigantes tecnológicos passem a ter mais atenção quanto a potenciais abusos, e que na verdade ainda não está finalizado (podendo mesmo chegar a um valor de 6 mil milhões de euros!) Este caso já se arrasta nos tribunais desde 2010, e nesta fase a Google parece já estar resignada a pagar a multa e acabar com o assunto, em vez de continuar a tentar demover a Comissão Europeia das suas intenções. (Ter em conta que este caso nada tem a ver com outros processos e investigações, como aquela em que é também acusada de posição dominante no Android.)

Vai ser curioso ver que consequências este caso irá ter, e como é que a Comissão Europeia irá querer garantir que existe isenção no algoritmo (secreto) que a pesquisa do Google utiliza para apresentar resultados. Será que vão exigir a criação de excepções que apresentem sempre concorrentes mesmo quando um resultado da Google seria a resposta ideal que deveria ocupar o primeiro lugar? E quem é que irá decidir quais os concorrentes que deverão ser privilegiados?

Um caso para seguir ao longo das próximas semanas...

1 comentário:

  1. Tempos atrás comentei aqui a propósito da busca influenciada no motor de busca da Google (por exemplo a busca "anti-Microsoft" e a promoção direta da Toys"R"us - parceira da Google)... afinal a história já se arrasta à bastantes anos até esta parte...
    Que lhes sirva de exemplo, à Google e às demais. :)

    ResponderEliminar

[pub]