2016/05/17

Otto vai transformar camiões existentes em camiões sem condutor


Por muito que se desejem os carros sem condutor, é bem provável que os mesmos venham a ser ultrapassados por outra classe de veículos: os camiões - e quem aposta nisso é o mesmo grupo de engenheiros que fez o primeiro carro da Google.

Os carros autónomos têm um potencial imenso na transformação dos sistemas de transportes (e consequentemente a própria sociedade), mas para isso têm ainda um longo e complicado caminho a percorrer, que irá demorar décadas - basta lembrar que antes do século passado terminar já nos diziam que os veículos eléctricos "estavam a chegar", e veja-se como estão as coisas. Daí que não seja mal pensado orientar estes sistemas para um segmento mais específico, dos camiões.

O Otto foi criado por engenheiros que ajudaram a criar o primeiro carro sem condutor da Google, e é um sistema que pode ser aplicado aos camiões existentes de forma a dispensar o condutor. A ideia é excelente por vários motivos: um camião tem menos constrangimentos a nível de instalação de todos os sensores e hardware necessários para a condução autónomo; foca-se num segmento onde o desejo dos donos era o de poder circular 24h por dia; e - simultaneamente - simplifica imenso a tarefa da condução autónoma, ao assumir desde logo que a ideia é criar um sistema autónomo que circule apenas nas auto-estradas (evitando toda a complexidade de lidar com o trânsito citadino ou suburbano).

... Por tudo isto, parece-me bem mais lógico que antes dos carros sem condutor se tornarem comuns, é bem mais provável verem passar uns camiões que já não têm ninguém sentado no lugar do condutor.


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]