2016/07/02

Governo vai legalizar a Uber em Portugal


Os fãs da Uber e demais serviços idênticos têm motivos para festejar. Depois de operarem num vazio legal contestado pelos taxistas, preparam-se finalmente para verem regulamentada a sua operação.

Um grupo de trabalho do Governo repetiu aquilo que já tinha sido dito a nível Europeu, recomendado a legalização de serviços como o que é prestado pela Uber, com os responsáveis a dizerem que esperam ter os documentos concluídos já no final do Verão.

Basicamente, trata-se de apenas aceitar aquilo que já é praticado, assim confirmando que não se tratava de nenhuma "ilegalidade"; nomeadamente a de serviços como o Uber terem que utilizar condutores certificados (o que no nosso país já é feito), e a de apenas poderem fazer a recolha de passageiros que tenham feito um pedido previamente - neste caso via app electrónica - o que também já era feito. Os táxis continuarão a ter o exclusivo de poder apanhar passageiros na via pública e nas praças de táxis, coisa que nunca esteve em causa e que a Uber nunca pretendeu fazer.

Esperemos que esta regulamentação sirva como ponto de partida para modernizar o sector, e potenciar alterações que necessitem ser feitas a nível dos próprios táxis, que deveria ter sido aquilo em que se deveriam ter focado, em vez de partirem para a violência e actos tristes a que todos assistimos. É que, como já referimos anteriormente, se acham que os condutores que trabalham para a Uber são o inimigo, esperem só para ver o que acontece quando estes serviços passarem a nem precisar de condutores, recorrendo a veículos autónomos.


P.S. Não te esqueças que podes ter a primeira viagem de Uber gratuita por nossa conta (até 10 euros).

18 comentários:

  1. Entretanto já veio o presidente de uma associação qualquer contestar isto. Porque na sua ideia a legalização destas plataformas passaria por usar os serviços de táxi e não no modelo actual... Ou seja estes.... (so me ocorrem palavrões para os denominar) querem continuar a todo o custo com o monopólio e continuar a serem os ladrões inergumenos que são.

    ResponderEliminar
  2. O que é mais curioso foi terem aceite o "suborno" de milhões para "modernização" dos táxis há poucos meses (para aceitarem a uber) em negociações com o governo para logo a seguir continuarem com a mesma palhaçada de manifestações.

    O modelo de negócio dos táxis , não só em Portugal mas no mundo inteiro, é extremamente ineficiente e nunca houve vontade de mudar pois quem precisa e usa paga de qualquer maneira e paga o que lhe pedem, independentemente de ser caro e o serviço ser mau no global, com variações de acordo com a qualidade do profissional ( há bons e maus profissionais nos táxis como em qualquer outra profissão ).

    Foi aceite com o passar do tempo que os taxistas podem ser vigaristas, podem ter ar de vagabundos e cheirar mal, os táxis podem ser desconfortáveis, podem andar todos sujos e por sim o serviço pode ser caro (esta ideia não se aplica a todos claro) e que nada pode ser feito em relação a isto.

    Estas uber e similares vieram mostrar que há outro modelo de negócio na mesma área com melhor serviço é menor preço.

    Conselho às cooperações de taxistas: evoluam ou desaparecerão.

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. À 1 ano pelo menos, tens de meter no Google "uberportugal" e aceder a partir dai.

      Eliminar
  4. A legalização da Uber e demais, não tenham dúvidas, passará por taxímetros com os mesmo preços. Querem apostar?

    ResponderEliminar
  5. Acho que as pessoas não sabem ou não percebem o que é a Uber , a Uber faz um serviço igual aos dos taxis só que não precisa de estar dentro das normas do transporte de passageiros ou seja , não precisa de comprar uma licença ou renovar o alvará , não precisa de ter condutores com carta com CAP , está isenta de seguros profissionais quer para os condutores quer para os passageiros , um carro da Uber não é fiscalizado como um taxi , ou seja a Uber tem regalias que mais ninguém tem no sector dos transporte de passageiros . Chamam a isto concorrência ? A mim não me diz nada os taxis nem a Uber , mas como empresário do ramo electrico acho estranho isto porque as nossas leis não permitem criar empresas sem alvarás, se calhar qualquer um de nós pode transportar pessoas basta ter um telemovel e um site na internet e criar os seus próprios preços. Agora eu pergunto se eu alugar uma loja e abrir lá um café sem precisar de tirar qualquer licença ou alvará quantos dias conseguiria estar a trabalhar nessas condições sem que a ASEA ? Aposto que nem mais que um dia ou poderia dizer que é o Café Uber e estava tudo bem ? A concorrência é boa mas as leis devem ser respeitadas caso contrario os empresarios cumpridores andam a fazer figura de otários.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ganebe. Infelizmente não é bem assim. Em Portugal e em todos os países civilizados, existe um fundamento jurídico que basicamente é: podes classificar a coisa como quiseres não interessa o que interessa é o que ela é na realidade. Primazia sobre a forma. A forma diz que é carro de aluguer mas a realidade diz que é serviço de táxi porque o é. Ou se muda a lei e se abre o sector e liberaliza os preços com todos os benefícios e desvantagens que daí poderão vir, ou continuam ilegais (os condutores), ou passam a cumprir as regras dos outros táxis (que seria a liberalização da carteira)

      Eliminar
    2. Ganebe, e há um facto que parece ficar omitido muitas vezes... É que empresas que prestavam um serviço tal e qual a Uber, operavam em Portugal, de forma legal e sem qualquer há ANOS!
      A única diferença é que em vez de usares uma app usavas o telefone para pedir o carro.

      A parte "inovadora" da Uber nem sequer está a funcionar cá, que é a parte de permitir que "qualquer pessoa" pudesse ser motorista e fazer transportes usando o seu próprio carro - isso está posto de lado devido às leis; pelo que a forma encontrada (até ao momento) é simplesmente recorrer às empresas que já prestavam esse serviço... e trocar os telefones pela app.

      Eliminar
    3. Só espero é que no meio desta trapalhada toda em volta da Uber não apareça esquemas de fuga ao fisco que aqui é o mais certo acontecer porque o software usado e registos são fáceis de alterar , outra coisa estranha é o governo ir fazer uma lei á medida da Uber para ficar legal no nosso país , quanto dinheiro vai a Uber injectar nos legisladores ? Fica a pergunta ......se calhar vou também querer uma lei á medida da minha empresa e passo a operar tipo a Uber depois digo , - a concorrência é boa .

      Eliminar
    4. Taxi: "Recibo" rabiscado num pedaço de papel
      Uber: Factura

      Quem é que foge aos impostos?

      Ganebe acorde, estamos no Séc. XXI.

      Eliminar
    5. A Uber não passa factura , passa um recebido que nem sequer vem no seu nome , acorde Unknown .
      Taxi passam facturas como não anda de taxi ou nunca pediu pensa que é um pedaço de papel. Unknown , o problema da fuga aos impostos está no consumidor e não nas empresas , sei do que falo porque o pessoal que me compra 80% dos meus clientes não querem facturas . Acorde Unknown está em Portugal .

      Eliminar
    6. Ganebe, seria aconselhável andar uma vez que fosse num Uber, para - se calhar - ver que está bastante enganado quanto aos preconceitos e aquilo que assume do funcionamento da coisa.

      É que todos têm direito a ter opinião, mas dizer completas mentiras como se fossem verdade é daquelas coisas que apenas perpetua a ignorância.

      Eliminar
    7. Já andei na Uber através de uma empresa para a qual presto serviços , uma vez quando pedi a factura o motorista deu-me um recibo de uma pequena máquina da outra vez disse que agora só existe factura electronica que estava disponivel no site e eu ok , tudo bem , a empresa fez o download da mesma o problema é que ela nunca entrou no site das finanças ou seja nunca existiu perante a lei, várias viagens que outros funcionários fizeram aconteceu o mesmo. Em que parte é que isto é mentira ?

      Eliminar
    8. É mentira porque a factura está disponível para download em todas as viagens feitas - como se pode ver nesta captura de ecrã.

      E sim, a factura vem passada por empresas nacionais - as que prestam o serviço de transporte à Uber - pelo que nem adianta estar a querer meter ao barulho empresas internacionais e fuga ao fisco para o estrangeiro.

      Chega para demonstrar a mentira?

      Eliminar
    9. P.S. E todas elas perfeitamente validadas no site das finanças.

      Eliminar
    10. Este Ganebe deve ser sócio da ANTRAL

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

[pub]