2016/07/28

No More Ransom ajuda utilizadores a evitar o ransomware


O ransomware é algo que, ao estilo do que acontece com os backups, a maioria das pessoas só presta atenção quando já é tarde demais. Felizmente, vão-se multiplicando as ferramentas que permitem descodificar os ficheiros bloqueados - e até se pode contar com a rivalidade entre os criadores destes malwares para nos ajudar.

O No More Ransom é um site que conta o apoio da Intel Security, Kaspersky Labs, Interpol e outras entidades, e que visa alertar para os riscos do ransomware, promover práticas seguras que o evitem, e também ajudar a resolver o problema no caso de se ficar infectado. A maioria das coisas que por lá são ditas são aquelas que a maioria de vocês já saberá: fazer backups, não abrir anexos de fontes desconhecidas nem clicar em links de emails suspeitos; etc.

Mais interessante será a secção que agrupa várias ferramentas que conseguirão recuperar ficheiros encriptados por diversos ransomware; mas é preciso ter em conta que estas ferramentas ainda não contemplam todos os ransomware que circulam por aí - e que a prevenção continua a ser o melhor remédio.

Curiosamente, os especialistas de segurança parecem poder contar até com a assistência de gangs criminosos rivais. O grupo responsável por um malware diz ter conseguido infiltrar-se na rede de um dos seus rivais - os criadores do ransomware Chimera - e disponibilizou milhares de chaves de descodificação. Ainda faltará comprovar a veracidade desta informação, mas pelo menos dará uma esperança a quem tiver sido apanhado por este ransomware, que poderá em breve ver criada mais uma ferramenta de recuperação de dados que evitará o grande transtorno de potencialmente perder anos e anos das suas memórias digitais.


O melhor mesmo é certificarem-se que têm um plano B para o caso do vosso computador se voltar contra vocês e codificar os vossos ficheiros, ou simplesmente o disco/SSD decidir avariar de um momento para o outro - nessa altura, podem ter a certeza que os 50 ou 100 euros que custa disco externo para fazerem backups seriam um valor que pagariam de bom grado para evitar estar nessa situação.

1 comentário:

  1. minha empresa foi atacada, um compartlhamento sem backup, mas sem grande importancia (publico), vou usar o artigo para tentar recuperar os dados.

    ResponderEliminar

[pub]