2016/08/04

Leak do "iPhone 7" confirma câmara dupla e ausência de ficha dos headphones


Estamos a um mês da apresentação de uma nova geração de iPhones da Apple, e eis que surge um leak que parece validar os rumores das principais alterações para este ano: o desaparecimento da ficha dos headphones, e o recurso a uma câmara dupla.

Antes de mais, importa referir que o "iPhone" que vemos nestas imagens e vídeo não é um iPhone oficial, mas sim um modelo construído com base nas informações que (supostamente) a Apple fornece aos fabricantes de acessórios, para que estes possam fabricar os seus produtos de forma a estarem disponíveis logo após o lançamento dos novos iPhones.

Design idêntico ao iPhone 6/6S

Parece ficar assim confirmado que a Apple vai quebrar a tradição, e manter os iPhones deste ano com design idêntico ao dos iPhone 6/6S. Com a excepção do iPhone original, a Apple tem optado por fazer uma alteração ao design a cada dois anos, mas o facto do próximo ano marcar o 10º aniversário do iPhone (sim, já vai fazer uma década) terá obrigado a esta alteração dos planos - que permitirá que no próximo ano a Apple estreie um iPhone "completamente diferente".


Abandono da ficha dos headphones


O desaparecimento da ficha do headphone era algo que já se esperava, e que embora possa ser o caminho para o futuro vem marcar o fim de algumas liberdades a que se estava habituado. Para todos os efeitos, deixa de ser possível extrair áudio de um iPhone a não ser que se use a ficha proprietária lightning (e com o consequente DRM digital); e para efeitos de ordem prática, ouvir música com headphones enquanto querem carregar o iPhone... bem... preparem-se para começar a andar com adaptadores nos bolsos.

Também de realçar que assim se deixa de poder comprar simplesmente uns "headphones", passando a ter que se comprar headphones para "iPhones" ou para "o resto". (Coisa que na verdade já acontecia nos casos dos headphones/earphones com controlador integrado, mas mesmo assim...)


Câmara dupla na traseira e modelo "Pro"

A outra alteração será a presença de um módulo de câmara dupla, que tanto poderá passar a equipar o iPhone "7" Plus, como servir para lançar ainda mais uma variante - um iPhone "7" Pro - ao estilo do que a Apple fez na gama iPad. Coloco o iPhone "7" entre aspas porque há quem diga que a Apple poderá chamar estes novos modelos de iPhone 6 SE... ou até abandonar completamente os números, passando a ter-se apenas iPhone, iPhone Plus, e iPhone Pro.


O recurso a câmaras duplas já tem sido feita por alguns fabricantes, como forma de tentar superar as limitações dos pequenos sensores que se podem instalar nos smartphones, mas até ao momento ainda será discutível se as vantagens realmente o justificam. O que é certo é que a Apple tem a tradição de ter câmaras de referência neste segmento, e agora que tem concorrência apertada por parte de fabricantes como a Samsung, Huawei e até a OnePlus, todos com câmaras de luxo nos seus topo-de-gama, terá que apresentar melhorias visíveis para se manter nessa posição.

Este suposto iPhone Pro, que poderá acabar por se tornar no Plus, também conta com os três contactos na traseira que foram estreados no iPad Pro, permitindo a criação de acessórios inteligentes.

Outras coisas...

Pena é que não seja feita qualquer referência a outros pontos que seria interessante esclarecer. Fala-se de que o icónico home button (com Touch ID) poderá neste novo modelo ficar à face do vidro em vez de ficar numa pequena depressão; em jeito de preparação para o abandono de um botão físico no iPhone do próximo ano, onde o mesmo passaria a ser "touch" com recurso ao 3D Touch. Mas, é coisa que ficará esclarecida já no início do próximo mês... para aquecer a época pós-férias.


3 comentários:

  1. O abandono da entrada de fones 3,5 mm terá o mesmo impacto inicial do abandono da entrada de disquetes ou do leitor de CD/DVD em portáteis. Hoje em dia ninguém pensa nessas coisas.

    ResponderEliminar
  2. Não concordo. As disquetes eram universais para um ecossistema de PC tal como os DVDs. Deixaram de ser utilizados porque deixarem de ser úteis.

    Não é o caso de uma entrada de headphones que continua a ser standard na indústria e que a Apple substituiu por algo proprietário.

    ResponderEliminar
  3. Não concordo também. Além de te limitar a oferta a nível de opções de auscultadores que tem uma entrada universal no ramo da música, vai também trazer problemas no que toca à "liberdade" de poderes ouvir o que quiseres. Mas, vendo bem, para já é uma opção. Típico da Apple, só compra quem quer... Felizmente não faço parte desse grupo.

    ResponderEliminar

[pub]