2016/08/30

Novos CPUs Intel 7th gen apostam no vídeo 4K


Nestas coisas dos computadores parar é morrer, e a Intel já anunciou que a 7º geração dos seus CPUs chega já no início de 2017, com maior eficiência e capacidade de lidar com vídeo Ultra HD 4K como se nada fosse.

Embora actualmente já não se assistam a saltos revolucionários no desempenho como acontecia noutros tempos (em que cada novo CPU facilmente tinha o dobro da potência do anterior, ou mais) continuam a haver inúmeros aspectos que podem ser melhorados - nomeadamente a nível de eficiência e consumos. E é precisamente nesse campo que a Intel volta a apostar, prometendo melhorias significativas a nível do vídeo 4K nestes novos CPUs Kaby Lake de 7ª geração.



Por exemplo, ver vídeo 4K num Core i7-6500U ocupa cerca de 60% do CPU e tem um consumo médio de 10.2W; mas num Core i7-7500U esses valores caiem para menos de 10% e meros 0.5W. É uma melhoria de cerca de 20x, que depois de contabilizados todos os restantes consumos de um sistema (incluindo um ecrã 4K num portátil) permitirão obter uma autonomia 2.6x superior. Melhorias conseguidas graças à aceleração por hardware da descodificação e codificação de vídeo HEVC 4K e VP9 de 10-bit e HDR.

No resto das actividade, podemos esperar melhoramentos na ordem dos 10-20%, o que não sendo nada de especial em CPUs que já são suficientemente rápidos, são bem bem-vindos.

Estes novos CPUs serão divididos nas séries "Y" para equipamentos com consumos reduzidos, e séries U para os chips mais potentes. Na linha M, a Intel abandona os anteriores M5 e M7 (que passarão a ser substituídos pela série Y), mas vai manter um Core M3 que certamente continuará a ser direccionado para os ultraportáteis sem ventilação activa.

Começaremos a ver estes novos CPUs já no próximo mês em portáteis de várias marcas; mas quem os quiser comprar como componentes para o seu próximo desktop terá que esperar até Janeiro.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]