2016/08/06

Oculus Rift custa menos de $200 em peças - levanta questões quanto ao preço final de $600


Uma empresa já desmontou o Oculus Rift e fez a estimativa do custo de produção, e os seus resultados voltam a reacender a polémica do seu (elevado) preço final.

A IHS fez o teardown dos Oculus Rift e estima que o mesmo custe menos de 200 dólares em componentes, a que se somariam mais alguns dólares para a montagem. Até aí nada de anormal, já estamos habituados a ver empresas a ter margens de lucro de 200 e 300%, e que se tornam necessárias tendo em conta os custos de desenvolvimento, marketing, etc. Mas no caso dos Rift a coisa é um pouco diferente pois ainda persiste na memória o fiasco da revelação do seu preço final.

O próprio CEO da Oculus tinha dado a entender que o preço dos Rift se iria situar entre os 300 e os 400 dólares, e fazendo questão de referir que esta primeira geração seria vendida ao preço mais reduzido possível, pois o intuito não era ganhar dinheiro mas simplesmente fazer chegar o equipamento ao maior número possível de pessoas. A aquisição pelo Facebook apenas vinha reforçar esta ideia... e daí a desagradável surpresa quando afinal se descobriu que o preço seria de 600 dólares!

Com esta estimativa dos custos, a Oculus fica numa posição delicada para explicar como é que está a vender por $600 um produto que lhes custa $200 a produzir - precisamente por ter prometido que iria comercializá-lo ao "preço mais reduzido possível". Se o mais reduzido que podem fazer é uma margem de lucro de 200%... então é melhor não ter grandes esperanças quando começarem a vendê-los com o intuito de fazer dinheiro

9 comentários:

  1. Está tudo explicado já no próprio artigo. Quando se compra uma coisa destas não estamos só a pagar o equipamento... Ao que já foi escrito só tenho a acrescentar que se não fosse para ter lucro, não valia a pena. Eu faria igual e arrisco dizer que a maior parte de nós também.

    ResponderEliminar
  2. Custa 200$ assumindo que se chegou até aqui de um momento para o outro. Acho que também se deve ter investido em infraestruturas de produção, desenho de produto, protótipos, estudos, programadores, e mais umas outras tantas milhares de pessoas que tiveram de ser pagas durante todo o processo. Se não se fizer lucro, onde é que se arranja dinheiro para repor todo o dinheiro investido?

    ResponderEliminar
  3. São duas coisas bem distintas. Uma é prometer um preço que depois verifica-se ser impossível de manter. Outra é a tendência reducionista de achar que a soma das peças transforma-as magicamente em um equipamento, não importa o quanto de pesquisa e desenvolvimento foi necessário para chegar a este resultado.

    ResponderEliminar
  4. O preço é justo. Há que pagar o investimento inicial na investigação. Os produtos não aparecem feitos... foram anos de desenvolvimento.

    ResponderEliminar
  5. Só tenho pena que este tipo de polémicas do publico geral não se aplique também aos produtos da apple, como é o caso dos iphones que custam pouco mais de 100€ a serem produzidos para depois serem vendidos por mais de de 700€

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem disse que não aplicam?

      Se achas que custa "pouco mais de 100€", então compra um telemóvel de 100 ou 200€, para veres se é a mesma coisa...

      Eliminar
  6. Então se não tivesse havido a infeliz declaração do fundador da Oculus, estava tudo bem.
    A razão está no próprio texto:

    "Até aí nada de anormal, já estamos habituados a ver empresas a ter margens de lucro de 200 e 300%, e que se tornam necessárias tendo em conta os custos de desenvolvimento, marketing, etc."

    E existe outra explicação são uma de duas empresas neste mercado. Quando não existe competição (ou esta é mínima) podes definir o preço que queres. E acho que a Oculus tem todo o direito de o fazer. Quando começarem a surgir mais alternativas terão que competir pelo preço, mas por enquanto ainda não. E é assim que as start-ups inovadoras têm sucesso. Criam o seu mercado e podem ditar as regras.

    ResponderEliminar
  7. Pois bem, quem não concordar com o preço final de $600, pode desistir da compra, ou tentar arranjar outro a qualquer outro lado!

    Esses $200 peças também são feitas de petróleo, areia, e pouco mais de tralha, e não custam $10 a fazer em matéria prima.

    ResponderEliminar
  8. Isso explica a falta de qualidade das lentes! E o motivo porque existem aqueles reflexos de luz exagerados nas lentes que estragam tudo!

    ResponderEliminar

[pub]