2016/08/31

Sengled Everbright é uma lâmpada LED com bateria integrada


As lâmpadas LED já estão a tomar conta do mercado, e há também que lhes vá adicionando novas capacidades. No caso da Sengled Everbright, temos uma lâmpada LED que pode dar luz mesmo quando a electricidade falha.

A Sengled Everbright é uma lâmpada LED com formato físico idêntico ao de uma lâmpada incandescente convencional, mas para além da maior eficiência e durabilidade proporcionada pelos LEDs, a sua grande novidade faz-se notar nas situações em que todas as outras lâmpadas se apagam. É que esta lâmpada tem uma bateria integrada, podendo continuar a dar luz durante várias horas, e assim servindo como iluminação de emergência.

Esta lâmpada LED produz 550 lumen, equivalente a uma lâmpada de 40W (mas gastando apenas 6W), e conta com uma bateria recarregável de 900mAh. Em caso de corte de energia, a lâmpada reduz a intensidade para 330 lumen, continuando a iluminar a área durante cerca de 3.5h. O consumo aumenta para os 9W no caso da lâmpada estar ligada e a recarregar a bateria (demorando cerca de 6h a fazê-lo).

Curiosamente, a marca diz que a lâmpada pode ser controlada usando apenas o interruptor de parede (para além de uma app) - o que me deixa intrigado sobre como é que a lâmpada conseguirá diferenciar entre o desligar usando o interruptor (em que se desejaria que ficasse apagada), e uma verdadeira falta de energia (em que se desejaria a luz de emergência activa). Saberemos em Novembro, quando a lâmpada chegar ao mercado.

6 comentários:

  1. Provavelmente a lâmpada mede (ainda que de forma muito aproximada) a impedância do circuito a montante dela.
    Se for infinita significa que o interruptor que a comanda está aberto, e então ela desliga-se. Se não for infinita, e a tensão tiver desaparecido, isso significa que a instalação elétrica da casa está lá ligada em paralelo à lâmpada, mas a rede falhou, e então deve activar o modo "iluminação de emergência".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nesse caso se o quadro fosse abaixo a lâmpada iria desligar também. Não?

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  2. Pelo meu raciocínio a explicação do Fernando está correta, numa abertura do circuito (ordem de desligar a lâmpada) a impedância fica infinita (circuito aberto), numa falta de tensão mas com circuito fechado a lâmpada entra em modo emergência. Desligar o disjuntor de protecção no quadro para a lâmpada é como se falhasse a alimentação da rede,no entanto basta que o interruptor esteja realmente aberto (desligado) para que não acendam em modo emergência. Esta solução parece-me excelente, desta forma acabam-se os jantares a luz da vela. No entanto actualmente a nossa rede eléctrica é extremamente fiável, não tenho memória de cortes de energia na minha zona num espaço temporal considerável, pelo que estas lâmpadas não façam assim tanta falta.

    ResponderEliminar
  3. Sabem que já há a venda essas lampadas em dois tamanhos faz muito tempo, não dessa marca! conhecidas como lampadas inteligentes! quem quiser comprar posso arranjar!

    ResponderEliminar

[pub]