2016/09/23

Pimax lança óculos VR 4K a €318


Um dos maiores problemas dos óculos VR da actualidade é a resolução dos ecrãs utilizados, que ainda faz notar bastante os pixeis, mas este novo Pimax 4K promete resolver isso com uma resolução 4K... e a preço  mais reduzido que a concorrência.

Se o segmento VR tem sido dominado por produtos como os Oculus Rift, HTC Vive, Gear VR (e em breve o PlayStation VR) não há falta de outras empresas e produtos desejosos de se destacarem neste segmento. Será esse o caso deste Pimax VR 4K.

O sistema anuncia características técnicas impressionantes, como uma resolução 4K, giroscópios duplos a funcionar a 1000Hz, ângulos de visão de 110º, e também anuncia compatibilidade tanto com os jogos para os Rift como com o SteamVR. Por 318 euros, menos de metade do que custam uns Rift ou Vive, parece uma proposta tentadora... até se começar a pesquisar mais um pouco e a reparar nos detalhes.

Algumas das características técnicas apresentadas não fazem qualquer sentido (como o filtro anti-laser azul, que se pode assumir que seja um simples erro de tradução); e também se pode criticar o facto do sistema não usar nenhuma câmara para garantir a precisão do sistema de posicionamento. Tal como a primeira geração dos Rift demonstrou, é indispensável, nesta fase, recorrer a câmaras para evitar a acumulação progressiva dos erros de leitura dos giroscópios e acelerómetros.

Não menos importante, não é explicado como é que a marca espera fazer chegar vídeo 4K a 90fps aos óculos, quando utiliza uma ligação HDMI que suporta apenas resoluções 4K a 30fps, insuficientes para uma experiência VR aceitável. E também não ajuda que, quem já experimentou o sistema diga que o processo de instalação do seu software e drivers, de modo a conseguir a compatibilidade com jogos para o Rift e SteamVR, seja uma enorme confusão. (Há ainda relatos de que a imagem apresentada tem nitidez tão reduzida que nem permite tirar partido da suposta resolução 4K.)

Enfim... há que valorizar o esforço feito, mas há que esperar que a Primax resolva (e explique) todos estes detalhes, para demonstrar que estes óculos VR 4K estão à altura do que se esperaria.

2 comentários:

  1. Depois de ter experimentado VR usando um telemovel com 2.5k senti que ainda fazia falta ter um pouco mais de resolução, pois o ecrã é dividido entre os 2 olhos e perde logo metade da resolução e depois como está muito perto dos olhos e interessa criar uma imersão grande os angulos a cobrir também têm que ser grandes que faz com que estejamos a olhar para determinada zona do ecrã com o efeito de algum "zoom" eu acho que precisamos de 4k para cada olho...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para esta fase... chegava-me uns destes:
      http://abertoatedemadrugada.com/2016/08/acer-e-starbreeze-ja-estao-entregar.html

      Eliminar

[pub]