2016/10/17

Alemanha não quer que Tesla fale em "Autopilot"


Proteccionismo para com as marcas alemãs ou real preocupação com a segurança do sistema? Será difícil saber o que se encontra por trás da decisão da Alemanha pedir à Tesla para parar de usar a designação "Autopilot" para o seu sistema de assistência à condução.


A explicação oficial das autoridades germânicas é a de que o nome Autopilot pode iludir os utilizadores em erro, ao ponto de assumirem que o automóvel é capaz de conduzir sozinho em todas as circunstâncias e criarem falsas expectativas quanto às suas capacidades. Capacidades essas que até já se podem encontrar nalguns automóveis alemães, embora com nomes menos sonantes e que optam por deixar bem claro que se tratam de sistemas de assistência onde o condutor deverá permanecer atento continuamente.

A Tesla por seu lado, relembra que o seu Autopilot é uma funcionalidade que tem que ser activada expressamente pelo utilizador, e em cujo processo é indicado que se trata de uma funcionalidade experimental e que o condutor continua a ser o responsável por manter o controlo do veículo a qualquer momento; sendo também necessário manter as mãos no volante (se não o fizerem o carro começará a desacelerar gradualmente.)

Não fossem os potenciais riscos tão elevados, quase que se poderia usar este exemplo como mais uma demonstração de como ninguém liga/lê os "termos de serviço", limitando-se a dizer que se aceita em tudo o que nos aparecer à frente com "ok, next, ok, skip, ok, ok, ok".


Vamos lá ver que novo nome a Tesla irá adoptar para designar o Autopilot na Alemanha...

1 comentário:

  1. A meu ver o problema não está no nome mas sim nas pessoas. O que se tem vindo a constatar (pelos incidentes/acidentes que têm acontecido) é que as pessoas lêem "autopilot" e não lêem mais nada, um pouco ao estilo dos famosos "termos e condições" de alguns serviços onde se carrega em aceitar sem sequer ler uma única palavra do que está escrito (eu próprio sou culpado disso). Ora embora o significado de autopilot seja: "An autopilot is a system used to control the trajectory of a vehicle without constant 'hands-on' control by a human operator being required. Autopilots do not replace a human operator, but assist them in controlling the vehicle, allowing them to focus on broader aspects of operation, such as monitoring the trajectory, weather and systems.[1] Autopilots are used in aircraft, boats (known as self-steering gear), spacecraft, missiles, and others. Autopilots have evolved significantly over time, from early autopilots that merely held an attitude to modern autopilots capable of performing automated landings under the supervision of a pilot."(wikipedia.org/wiki/Autopilot), o mais comum é as pessoas assumirem que autopilot é o que se vê nos filmes de ficção científica onde a maquina não requer supervisão humana. Infelizmente essa ideia veio para ficar pois, embora a Tesla diga que o sistema é um assistente, a ideia que o sistema é um piloto automático que não requer qualquer supervisão humana já está mais que popularizada.

    ResponderEliminar

[pub]