2016/10/14

Cuidado com as chamadas fraudulentas para roubo de dados


À medida que as pessoas se vão habituando a ter mais cuidado com os emails, há quem recorra a outras tácticas para conseguirem os dados que pretendem, e as chamadas fraudulentas fazendo-se passar por bancos e outras empresas têm estado a aumentar.

Há alguns anos, um estudo demonstrou que grande parte das pessoas nem hesitava em dar dados "privados" a um qualquer desconhecido que lhes telefonasse e dissesse que estava a falar de um banco ou entidade equivalente. Algo tão simples como "estamos a confirmar os seus dados e queremos que nos valide o número do seu cartão de crédito e morada" permita facilmente recolher esses dados sem qualquer dificuldade, e desde então estes ataques têm tido cada vez maior sofisticação.

Tal como nos emails há que desconfiar imediatamente de qualquer email que se faça passar por um email de um banco e que não nos trate pelo nosso nome (e que não tenha sido enviado do domínio correcto); também nos telefonemas há que manter uma dose saudável de desconfiança, e ter sempre em conta de que o telefonema que estamos a receber poder não ser de quem diz ser - especialmente nos casos em que nos começarem a ser pedidos dados.

Isto não invalida que por vezes se cheguem a alguns impasses curiosos, como um que já me aconteceu, em que me estavam a pedir alguns dados para validar a minha identidade - e eu me recusava dá-los por não ter forma de validar que estavam efectivamente a falar do banco que diziam estar. Mas acima de tudo, estar atento a esta possibilidade... que é mais difícil de detectar do que aqueles telefonemas de assistência técnica oferecidos pela Microsoft.



1 comentário:

  1. Por acaso esta semana recebi um telefonema estranho a perguntarem se tinha colocado um telemovel para reparar em algum sitio tipo worten ou fnac nos ultimos 6 meses e depois perguntaram se tinha ido a alguma loja pequena para o fazer. Podia ser estatisticas ou assim mas achei o telefonema estranho

    ResponderEliminar

[pub]