2016/10/24

Pediatras norte-americanos actualizam limites de utilização de ecrãs para bebés e crianças


Os pediatras norte-americanos reviram as suas recomendações e passam a permitir o uso de tablets com crianças abaixo dos dois anos de idade... mas sob supervisão dos pais.

Mudam-se os tempos, mudam-se as tecnologias, e com isso muda também a educação das crianças; que agora dá origem a recomendações revistas por parte da Academia de Pediatras dos EUA. Na verdade não estamos a falar unicamente de tablets mas de todo o tipo de ecrãs, incluindo os televisores, e o ponto crítico é mesmo conteúdo.

As recomendações em vigor diziam que não se deveriam mostrar ecrãs a crianças com menos de 2 anos; mas agora os especialistas dizem que se poderá começar a deixá-los ver programas a partir de 18 meses, mas devendo ser conteúdos de qualidade apropriados para a sua idade e sempre acompanhados pelos pais para que os possam ajudar a entender o que se passa. Para os mais velhos, até aos 5 anos, a recomendação é a de que não passem mais de 1h por dia em frente a um ecrã, e também com conteúdo apropriado.

Uma notável excepção, válida até para crianças com menos de 18 meses, será a utilização de um tablet ou smartphone para videochamadas, em que possam interagir com os pais mesmo quando estes estiverem longe.


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]