2016/10/18

Sites pornográficos bloqueiam visitantes da Califórnia por um dia


Que um estado norte-americano decidisse bloquear sites pornográficos, isso já nem seria tão descabido nos dias de hoje; mais incomum é assistirmos ao oposto, com diversos sites pornográficos a bloquearem visitantes da Califórnia como forma de os sensibilizar para votarem contra uma proposta que a indústria do entretenimento para adultos considera ser ruinosa: a obrigação da utilização de preservativos.

A luta de alguns norte-americanos pela "moralidade e bons-costumes" é um dos maiores contra-sensos de que há memória. Estamos a falar de um país onde é considerado perfeitamente normal que funcionárias com mamas volumosas sirvam os clientes em cafés, ou que as rainhas do silicone se exibam por todo o lado com biquinis hiper-reduzidos... mas caso um deslize permita visualizar um mamilo, temos um escândalo nacional (e nem mesmo uma mãe que queria amamentar um filho escapa.)

Enfim, agora a última ofensiva chega sob a forma de "preocupação" para com os actores e actrizes de filmes pornográficos, com uma proposta de que todos deverão ser obrigados a usar preservativos, naquela que é a Proposta 60 que irá ser votada em breve - e que a indústria pornográfica rejeita por completo, ao ponto de bloquear o acesso aos visitantes californianos para lhes mostrar o que verão caso a proposta seja aprovada: nada!

A questão da preocupação com a saúde até poderia parecer válida, não fosse o facto dos profissionais nesta área de actividade já serem obrigados a fazerem testes de duas em duas semanas. Pelo que a parte principal desta proposta parece ser mesmo o incentivar duma "caça às bruxas", pois dá poder a todos e qualquer californiano de processar todo e qualquer actor, actriz e produtor de um filme pornográfico onde não sejam usados preservativos.

Enfim... vai ter piada ver qual será a votação desta proposta.

1 comentário:

  1. Com a regularidade com que se acede hoje a pornografia em quantidade e gratuita, começa a entrar na cultura dos mais jovens e mesmo jovens adultos que aceitam que o preservativo é acessório. Se para os estúdios, o lucro está acima de qualquer responsabilidade...talvez estejam a cavar o próprio buraco. Ou talvez não. Por exemplo, no caso da pornografia gay, só mesmo nos amadores vemos ausência de preservativo ou estúdios franceses, russos e húngaros. Americanos que são os melhores, têm preservativo.

    ResponderEliminar

[pub]