2016/11/20

Tesla mostra como os seus automóveis vêem a estrada


Os automóveis da Tesla já vêm equipados com o hardware necessário para condução 100% autónoma, e embora essa actualização só vá ser disponibilizada no futuro, já nos vão mostrando como é que isso funciona e como é que o novo sistema vê o mundo à sua volta.

Depois do vídeo de demonstração que mostrou um dos seus carros a ir da casa de um funcionário até às instalações da Tesla, temos um que para além de mostrar este modo 100% autónomo mesmo quando circula em estradas secundárias e no centro das povoações, também nos mostra algumas das câmaras e o processamento que é feito para detectar a estrada, automóveis, objectos, sinais, etc.

É incrível ver o automóvel a conduzir sozinho em estradas complicadas (e até mesmo com um ligeiro nevoeiro), mas é pena que a Tesla só tenha optado por nos mostrar a visão de três das câmaras (a câmara de médio alcance frontal assim como as que estão orientadas para trás, na parte esquerda e direita) - pois este novo sistema da Tesla que agora vem pré-instalado em todos os automóveis inclui oito câmaras; para além do radar e sensores melhorados.

Esperemos que para além do easter egg que dará acesso à aceleração ultra-rápida, também exista um easter egg que permita activar a visualização destas câmaras nos Tesla. Afinal, se o carro conduzir sozinho 100% do tempo, teremos muito tempo para poder olhar para o ecrã. :)



7 comentários:

  1. Houve ali uma paragem a meio de uma curve (quando surgem 2 pessoas na berma da estrada) que davam origem a acidente caso viesse uma carro atrás

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para isso é que existe a obrigatoriedade de deixar espaço de segurança entre o nosso veículo e o veículo da frente. Se no caso dele parar, não conseguirmos evitar o choque, nós é que íamos ou em velocidade excessiva (diferente de excesso de velocidade) ou sem margem de segurança...
      Isto para não falar de que, num mundo de carros autónomos, o carro de trás saberia em milésimos de segundo que o da frente ia travar e travava de igual forma.

      Eliminar
    2. Para além de que me parece mais que justo que em caso de dúvida com peões demasiado próximos da via, seja melhor parar do que arriscar uma "tangente" a alta velocidade (considerando que poderia muito bem vir outro carro em sentido contrário a queimar a linha e se ficaria numa posição complicada...)

      Eliminar
    3. Note-se que o vídeo está acelerado. A paragem do carro junto aos peões não foi portanto tão drástica quanto parece.

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Só acredito na autonomia quando conseguirem fazer uma rotunda do Marques ou Relógio como deve ser. :) ;)

    ResponderEliminar

[pub]