2016/11/03

YouTube Red não está a atrair clientes pagadores


Demonstrando que nem mesmo empresas como a Google conseguem transformar tudo o que tocam em ouro, o YouTube Red está a ter enormes dificuldades para atrair clientes dispostos a pagar para ver vídeos.

A Google não tem estado distraída ao ver serviços como o Netflix, Amazon Prime e Hulu, a cativarem mais clientes dispostos a pagar mensalmente para verem os seus conteúdos, e daí a aposta no YouTube Red. Só que, o YouTube Red tem apenas 1.5 milhões de assinantes pagos, com mais 1 milhão a estar actualmente a tirar partido do período experimental gratuito.

Mesmo tendo em conta que o YouTube Red está disponível em apenas quatro países (EUA, México, Austrália e Nova Zelândia), o facto de nem nos EUA estar a conseguir números significativos de clientes é um pouco preocupante, embora a Google diga que está satisfeita com os resultados e que é uma aposta em que continua disposta a investir.

... Penso que parte desse investimento terá que ser feito de forma a tornar o serviço mais atractivo para os utilizadores; e se calhar não seria má ideia pensar num serviço global (tipo o Prime da Amazon) que inclua benefícios em toda a gama de serviços da Google, como espaço adicional na cloud, fotos ilimitadas na resolução original, acesso ao YouTube Red, tudo englobado numa mesma mensalidade ou anuidade.

1 comentário:

  1. Muito bem visto essa limitação da conta paga do YouTube não permitir vantagens de outros serviços Google, como um espaço no Google Drive mais generoso por exemplo,ou uma fusão com o Google music play, que na versão paga permitiria poder usar-se o player em background como o Spotify mas com uma lista de músicas mais generosa como aquela que encontramos no YouTube. Parece-me que o maior obstáculo que temos a esse nível é a convivência com duas plataformas distintas, YouTube, Google play music e movies. Por outro lado, o facto de estar disponível em poucos países pode contribuir para que não consiga alcançar massa crítica e projecção que outras plataformas têm. É claro que o Amazon prime permite ver séries e filmes como o Netflix, e o YouTube red nesse campo é um pouco confuso e omisso.

    ResponderEliminar

[pub]