2016/12/05

IFTTT quer convencer empresas a pagar $199/mês


O IFTTT é um dos serviços que mais admiro, mas que ainda tem que demonstrar a sua viabilidade a longo prazo. A última tentativa é a de convencer as empresas a pagarem $199 por mês.

Com o IFTTT podemos dizer que somos verdadeiros MacGyvers da Internet. Qualquer pessoa, sem perceber nada de programação, pode facilmente fazer com que as suas luzes de casa se acendam automaticamente quando chega a casa, ou que mudem de cor caso receba um email urgente; ou fazer com que as fotos enviadas para o Instagram sejam também guardadas no Dropbox; ou criar uma folha de cálculo com o registo de todas as vezes que foram a determinado centro comercial (ou qualquer outro local).

O "problema" é que tudo é disponibilizado gratuitamente... e uma empresa não pode sobreviver eternamente se não for economicamente sustentável. É por isso que o IFTTT quer convencer as empresas a pagarem $199 por mês para estarem na sua plataforma; o que é compreensível, mas também arriscado.

É que se é certo que o IFTTT quer/precisa ganhar dinheiro, as outras empresas não chegaram onde estão gastando-o; o que deixa tudo isto naquela situação complicada de saber quem é que precisa mais de quem. É que haverá empresas que poderão não se sentir confortáveis a pagar milhares de dólares por ano por algo que será utilizado por um número reduzido dos seus clientes e que pode ser encarado como um "luxo extra"; algumas delas até podem aproveitar o facto para promoverem a sua própria solução fechada e deixarem de estar presentes no IFTTT. Por outro lado, há também aquelas que reconhecem todas as vantagens que têm em estar no IFTTT e consideram este valor um pequeno preço a pagar que evitará milhões de dólares no desenvolvimento de uma solução própria.

Será algo que teremos que ir acompanhando atentamente ao longo dos próximos meses; mas esperemos que o plano seja bem sucedido e o IFTTT se consiga tornar num serviço saudável e sustentável e que possa crescer cada vez mais no futuro.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]