2017/01/31

Dropbox Smart Sync acede a documentos na cloud como se fossem locais


O Dropbox é um dos serviços de sincronização e armazenamento na cloud mais recomendados, e agora torna-se ainda melhor graças ao novo Smart Sync que deixa aceder a ficheiros na cloud como se estivessem no próprio computador.

Há muito que somos fãs do Dropbox, sendo um serviço simples e prático de utilizar que facilita o processo de manter ficheiros sincronizados entre múltiplos computadores, smartphones, e tablets. No entanto, depressa se descobriu que a sua versatilidade poderia precisar de alguma complexidade extra. Por exemplo, pode dar-se o caso de o querermos utilizar num computador com espaço limitado, e onde não se queira sincronizar uma pasta com vários gigabytes que não faz falta nesse equipamento. Isso foi resolvido com um sistema de sincronização selectiva, que nos deixa escolher que pastas queremos ou não sincronizar em cada dispositivo, mas de resto tudo se mantinha: os ficheiros sincronizados podiam ser acedidos localmente, ou outros só através do seu interface na web.

Com este novo Smart Sync as coisas simplificam-se. Em vez de se separarem os ficheiros que estão disponíveis localmente e os que só estão disponíveis via cloud, passamos a ter o melhor dos dois mundos. Ou seja, até os ficheiros que estão na cloud continuam a aparecer no explorador de ficheiros como se fossem ficheiros locais, embora na realidade não estejam fisicamente lá. Se se quiser trabalhar neles, o ficheiro será descarregado, editado, sincronizado, e "eliminado", permanecendo apenas na cloud.

De início pensei que o sistema fosse mais ambicioso, que acedesse directamente ao ficheiro na cloud sem o descarregar para o disco local. Mas acaba por ser algo ao estilo do que a MS pretendeu fazer com o OneDrive e o file system unificado com o espaço na cloud (mas que posteriormente optou por cancelar por considerar que seria demasiado complicado para os utilizadores), sendo que mesmo assim será muito bem vindo e de grande utilidade para os utilizadores do Dropbox - infelizmente, por agora, está disponível apenas para as contas empresariais.


... Só continua a faltar uma modalidade paga intermédia, pois a primeira opção paga ser logo de 99 euros por ano é excessiva para quem pretendesse ter apenas um pouco mais do que pode ter na modalidade gratuita. Se disponibilizassem modalidades de 1-2 euros por mês, nem hesitava em subscrever o serviço (mesmo sendo suficiente o espaço que tenho na conta gratuita).


2 comentários:

  1. Parece-me igual ao que faz o odrive. Mas o odrive faz para dropbox, google drive, onedrive, amazon, etc.
    Tenho que ver com mais atenção. Se funcionar assim no Linux, é de valor!

    ResponderEliminar
  2. uso o ExpanDrive que dá para os varios SO e com as varias Clouds

    ResponderEliminar

[pub]