2017/01/11

Microsoft lança painel centralizado para opções de privacidade


A Microsoft tem sido acusada de ter abusado na recolha de dados sobre os utilizadores no Windows 10. Para se tentar redimir, disponibiliza um painel central de opções de privacidade e promete uma actualização que limitará a recolha de dados feita no mais recente Windows.

Actualmente as empresas tecnológicas recolhem tantos dados sobre o que fazemos, que nem sempre é fácil ter uma noção do que guardam. O lançamento do painel de privacidade permite aos utilizadores de serviços Microsoft terem um ponto central de onde poderão gerir as opções de privacidade e os dados que vão sendo recolhidos, que incluem coisas como o histórico de navegação na web, histórico de pesquisas na internet, localização, informação dita à Cortana, etc.

Para a futura actualização do Windows 10 (o Creators Update) a MS promete que o sistema de definição das opções de privacidade será mais informativo e transparente para com os utilizadores - e será apresentado tanto nas novas instalações como também a quem fizer a actualização. A recolha de dados será simplificada em apenas dois modos: Basic e Full, com a opção Basic a prometer recolher bastante menos informação da que é recolhida actualmente (mas melhor seria que nos desse a opção "None").



No novo sistema de definição das opções de privacidade, cada opção exibirá o tipo de benefício que poderá trazer ao utilizador, e também aquilo que o utilizador perderá caso opte por desactivá-las

É uma melhoria que será bem recebida pelos utilizadores que se preocupam com estas questões, no entanto continua a faltar uma opção que evite completamente a recolha de dados (que a MS justifica como sendo sempre necessária para efeitos de "bom funcionamento do sistema").

Este Creators Update para o Windows 10 virá com muitas outras novidades, e no fundo começará a mostrar-nos o que realmente o Windows 10 vale, agora que começa a atingir uma fase de amadurecimento e refinamento. Para aqueles que ainda permanecem fiéis ao Windows 7 ou 8, está na altura de considerarem seriamente o salto para o Windows 10 de forma voluntária, antes que o tenham que fazer por serem obrigados.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]