2017/01/06

Xiaomi apresenta nova Mi TV com margens praticamente invisíveis


Poderá não ser tão fina quanto a LG Signature OLED W de 2.57mm, mas com 4.9mm de espessura e margens praticamente inexistentes, as novas Mi TV não terão dificuldade em conquistar adeptos - sendo que o seu preço bastante mais económico também ajudará bastante.

A Xiomi já tinha uma linha de televisores Mi TV interessante, mas para 2017 a proposta torna-se ainda mais tentadora com os novos Mi TV.

Esta nova geração de televisores Mi TV da Xiaomi surge em variantes de 45", 55" e 65" (eu teria apostado já em não fazer nada abaixo das 55") e chega com uma espessura de apenas 4.9mm. Esta é no entanto uma espessura que é traída por uma parte ligeiramente mais grossa na parte inferior do televisor, e voltando a apostar na sound bar como módulo central onde ficam todas as ligações e "inteligência" do aparelho (com a promessa de que será possível actualizar o hardware do sistema sem necessidade de trocar de ecrã). A sound bar é compatível com Dolby Atmos e conta com 10 colunas integradas, complementadas por duas colunas satélite e um subwoofer.

Também de destacar as margens praticamente inexistentes em redor do ecrã, que fazem com que praticamente 100% da área seja de imagem. E o efeito é ampliado pelo facto dos pés do televisores serem transparentes, ajudando a criar a ilusão de um ecrã que fica a flutuar no ar.

Por fim, mas talvez mais importante, é que a Xiaomi promete que estas Mi TV terão um preço "substancialmente inferior" a 2000 dólares... mas na China, pois claro.


P.S. A Xiaomi também apresentou um Mi Mix em branco, e um router com disco integrado que pode fazer backups dos dispositivos na rede local.

3 comentários:

  1. Ir a las vegas anunciar um produto que só vai sair na china, é algo que só a Xiaomi faz....vai-se lá perceber.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mercado chinês é muito maior que o norte-americano... Acaba por ser o demarcar de uma posição. Ir aos EUA mostrar aquilo que se faze e vende na sua terra Natal... a preços que deixarão os americanos (e resto do mundo) com água na boca.

      Eliminar
    2. É algo que a Xiaomi já nos habituou, o mundo tech está sempre na expectativa de ver os seus produtos de forma oficial no ocidente mas tal tarda em acontecer (penso que só não avançam devido a questões de patentes). Sobre as TV´s inferiores a 55, convém lembrar que nem todos vivemos em casa com salas enormes que consigam "suportar" essas dimensões. No meu caso por exemplo, gostava muito de ter uma de 55/60 mas não tenho casa para isso. Ando na caça de uma sony 4K HDR de 43.

      Eliminar

[pub]