2017/02/21

Reputação da Samsung caiu a pique nos EUA


Os efeitos do Galaxy Note 7 podem não se ter feito sentir nos lucros da Samsung em 2016, mas isso não significa que a marca saia incólume. Nos EUA a reputação da Samsung junto dos consumidores deu um "grande tombo".

Depois de ter atingido uma honrosa terceira posição em 2016, a Samsung caiu para a 49ª posição neste ranking que tem por base o preenchimento de um inquérito online por 30 mil pessoas.



A Amazon manteve a primeira posição neste ranking, e no top 10 encontamos empresas como a Apple, a Disney, a Google, e a Tesla. Claro que, como em tudo, também a "má posição" da Samsung é relativa... considerando que o Facebook surge na 66ª posição, e a VW na 91ª posição...

Falta apenas saber se este inquérito já terá sido afectado pela recente ordem de prisão para o herdeiro da Samsung, acusado de desvio de fundos e corrupção; embora me pareça que isso vá ser escândalo cujos efeitos mais se façam sentir no seu país natal e não tanto nos países ocidentais, que apenas se preocupam com os produtos que nos forem chegando - e nesse sentido, é bom que o Galaxy S8 tenha capacidade de apagar as más memórias do Note 7.

4 comentários:

  1. No mesmo país em que o Trump é eleito, estes estudos perdem toda a legitimidade.

    ResponderEliminar
  2. Fogo, a VW ficar abaixo da Comcast...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rui, tens andado tão caladinho, andavas com um OLED atravessado na garganta?

      Eliminar
  3. Esta coisa dos inquéritos online não me convencem, mas não há dúvida que a "lei dos grandes números" existe (ao fim de um grande número de observações numa amostra estatística os desvios compensam-se e os resultados obtidos são fiáveis relativamente ao universo).
    Com uma amostra de 30000, a reputação atribuída deve estar certa. Não conheço a maior parte das empresas mas não me surpreende.

    ResponderEliminar

[pub]