2017/04/25

Amazon já pensa como dar o melhor uso aos carros autónomos


Por diversas vezes já dissemos que, mais importante que ter carros sem condutor a circular nas estradas é ter um sistema de controlo de tráfego global que os permita controlar de forma eficiente, e é nisso mesmo que a Amazon já está a trabalhar.

A Amazon também tem uma equipa dedicada aos carros autónomos; só que em vez de se dedicar a desenvolver tecnologia para criar um carro autónomo, trabalha em sistemas que permitam tirar o máximo partido das frotas de carros autónomos, para cumprir todo um conjunto de situações com a máxima eficiência.

É certo que uma cidade cheia de carros autónomos terá inevitavelmente menos acidentes e trânsito mais fluido; mas isso continuará a estar longe da máxima eficiência que um sistema global de controlo poderia permitir obter. Um carro que vá fazer uma viagem até determinado ponto poderia tornar-se no veículo ideal para levar uma encomenda para um destino localizado lá perto; enquanto outro poderia ir fazer uma recolha durante o tempo morto em que estaria à espera para a próxima viagem agendada.

Mesmo numa situação em que não se misturassem as funções de transporte pessoal com a de transporte de encomendas, uma frota autónoma dedicada exclusivamente às entregas continuaria a beneficiar imensamente de um sistema de gestão pensado exclusivamente para esta nova realidade dos veículos. Não sendo por isso de estranhar que a Amazon esteja empenhada em estar na linha da frente para poder fazê-lo.

3 comentários:

  1. Só faz sentido que estejamos preparados para os carros autónomos. Eu penso que o futuro pode passar por deixarmos de ter carros em casa para passarmos a ter um custo fixo mensal com a mobilidade, seja esta feita por transportes autónomos ou por transportes públicos.

    No outro dia, quando falava com alguém sobre a falta de parque de estacionamento para professores junto às escolas jamais pensei nos veículos autónomos. Esses sim poderiam ser úteis no sentido que poderiam permitir que as pessoas chegassem a horas ao trabalho e sem terem que se preocupar com o estacionamento.

    O único problema dos carros autónomos é que isso irá gerar muito desemprego.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem de criar mais desemprego Ismael, o que cria emprego é o consumo, e este não tem porque diminuir, antes pelo contrário, um sistema desses focado na eficiência tem todas as razões para fazer decrescer os custos individuais associados à mobilidade, o que nos permite consumir mais noutros lados. Ou mesmo pelo lado mais pessimista, permitiria as empresas de mobilidade terem mais lucros, não vão pegar nesse dinheiro e mandá-lo para o espaço.

      Eliminar
    2. Será que não? Se não houver condutores, vai haver mais desemprego. Imagine termos camiões sem condutores? Tantas são as pessoas que fazem de andar de camião a sua vida.

      Sou a favor de veículos com capacidades de autonomia na condução mas essa capacidade não deve poder ser utilizada no sentido de acabar com os motoristas mas sim no sentido de os auxiliar, permitindo acabar com os tempos de paragem dos condutores pois estes parariam quando quisessem pois, em caso de cansaço, seriam auxiliados pelo programa de condução autónoma.

      As empresas de mobilidade têm que ter mais lucros fazendo da eficiência de percurso a forma de lucros, bem como nas rotas de entrega.

      Eliminar

[pub]