2017/04/02

Face-mapping a 1000fps desafia os limites da realidade


Ao longo dos anos temos visto exemplos espectaculares de projection mapping que põem em causa a noção de realidade; e mais recentemente começamos a ver essa tecnologia aplicada a rostos - mas agora chegamos a um novo patamar, em que com um tracking de alta precisão as imagens projectadas em rostos em movimento não têm quaisquer falhas visíveis.

No passado já vimos exemplos de projection mapping aplicados a objectos em movimento, no entanto recorriam a objectos com movimento pré-programado e sincronizado com a projecção. Quando se trata de aplicar a técnica a objectos (ou pessoas) em movimento livre, as coisas complicam-se, e é necessário fazer o tracking activo das mesmas - algo que, usando câmaras e projectos convencionais, faz com que exista sempre um ligeiro lag e desfasamento entre a projecção e a posição actual dos "alvos".

Neste caso esse problema não se coloca, pois o sistema recorre a câmaras de alta-velocidade e tracking 3D, a par de um projector que trabalha a 1000fps, e que consegue aplicar as imagens projectadas precisamente onde deveriam estar, acompanhando mesmo os movimentos rápidos dos intérpretes.

O resultado, é este INORI que podem ver a seguir:





2 comentários:

[pub]