2017/04/24

Google Maps usado para partilhar links pirata


Demonstrando que o combate à chamada pirataria está destinado ao fracasso, eis que já há quem recorra ao Google Maps para partilhar links para conteúdos pirateados.

A crescente censura de sites considerados ilegais e a sua remoção dos motores de pesquisa como o Google poderá estar a ser anunciado como uma grande vitória pelas entidades anti-pirataria; mas por outro lado demonstra apenas a futilidade que é tentar bloquear ou reprimir algo que é desejado pelo público. Bastará ver para o caricato caso de já estar a ganhar popularidade uma forma bastante criativa de partilhar links "pirata" usando o Google Maps.

Usando-se a funcionalidade de mapas personalizados que permite que qualquer utilizador adicione rotas, pontos de interesse, e outros elementos ao Google Maps - incluindo descrições e links - há uma comunidade crescente que tem recorrido a este sistema para partilhar links para torrents e outros conteúdos, assim escapando à maior visibilidade que um site de torrents público tem. Com alguns destes "mapas" a já terem sido vistos centenas de milhares de vezes, já demonstra que isto não se resume a apenas meia dúzia de curiosos, servindo apenas para confirmar que, sendo que alguém tentar fechar uma porta de acesso... alguém se encarregará de abrir outra noutro lado.

Cometendo o risco de me estar a repetir incessantemente sobre este tema, parece-me mais que claro que a única forma de acabar com a pirataria (ou pelo menos reduzi-la para níveis insignificantes) passa por torná-la desnecessária: e isso só poderá ser feito através da disponibilização de serviços que forneçam o acesso legal aos conteúdos desejados, a preços e condições que possam ser considerados justos - e poderia começar pela abolição de coisas como o DRM, que implicitamente assumem que todos os clientes pagadores são criminosos.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]