2017/05/23

Microsoft revela novo Surface Pro


Os rumores revelaram-se correctos, e a MS tem mesmo um novo Surface Pro que vem actualizar a máquina que permanecia intocada desde finais 2015.

O novo Surface Pro segue-se ao Surface Pro 4, mas desta vez perde a numeração para evitar a insustentável (e progressivamente cada vez mais ridícula) situação de se vir a ter o "aparelho 5/6/7/8/9/10/etc." Como seria de esperar, este novo Surface Pro conta com os novos CPUs Intel Kaby Lake, não só nas suas variantes mais potentes (i5 e 7) como também nas mais poupadas (m3) - sendo que nos modelos m3 e i5 não existem ventoinhas. Temos também um ecrã PixelSense melhorado, que suporta o controlador Dial estreado no Surface Studio. A autonomia também foi alvo de atenção especial, com a MS a prometer até 13.5h; e por fim, teremos também modelos com LTE opcional. O que não temos, lamentavelmente, são portas USB-C.

A acompanhá-lo temos uma nova Surface Pen, com maior precisão (4096 níveis de pressão em vez de 1024) e capacidade de reconhecer a inclinação; mas agora passando a ser um extra que não vem incluído de origem com os novos Surface Pro (e que representa um custo adicional de $99 que terá que ser contabilizado por quem a quiser). Nos teclados, passamos a ter modelos em Alcantara, ao estilo do Surface Book, que irão custar $159, mas haverá também um modelo sem esse material por $129.

O novo Surface Pro chega no meio de Junho com preços a começar nos $799 para a versão base com 4GB+128GB (se vos parece acessível, não se esqueçam de somar o valor do teclado e da caneta para ficar com uma ideia mais realista do conjunto total, que passará a ser de $1057.)

Actualização: já temos preços para Portugal, que começam nos €959 e vão até aos... €3149(!) para a versão com i7, 16GB de RAM e SSD de 1TB.



5 comentários:

  1. Não acho mesmo nada mal a numeração dos modelos de equipamentos de tecnologias de informação.
    Aliás, no mercado de usados, não há nada melhor que a numeração de modelos para não existirem dúvidas sobre o que é que efetivamente se está a comprar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não necessariamente... basta olhar para a indústria automóvel. Tens décadas de modelos com a mesma designação, e a indústria de usados não deixa de funcionar bem e sem confusões.

      Eliminar
    2. Basta por os olhos no exemplo dos Macbooks. Não vamos no Macbook 23 xD
      É o Surface Pro de 2017, ponto.

      Eliminar
    3. Basta pensar a designação mark I, etc, para perceber que foram os próprios consumidores que criaram numeração / distinção dos modelos.

      Eliminar
  2. Achei esta atualização ao Surface foi muito superficial..

    Parece-me que este ano vamos ter um "Surface Killer"!

    Deem uma vista de olhos ao EVE V (Já foi cá falado a 22 Nov 2016).
    Deixo aqui uma comparação entre os dois:
    https://twitter.com/evedevices/status/866995878833385472

    ResponderEliminar

[pub]