2017/07/31

Metro do Porto prepara câmaras inteligentes para detectar passageiros que não pagam


Depois de ter investido milhões num sistema de bilhetes que é facilmente manipulado e permite viajar sem pagar, o Metro do Porto prepara-se para investir num novo sistema onde poderá gastar mais uns milhões... e que desde já levanta sérias dúvidas quanto à sua eficácia.

O novo sistema de controlo irá utilizar câmaras inteligentes para detectar quem passa pelos validadores sem pagar, pelo que não parece ser uma medida pensada para lidar com o problema dos andantes regravados. Assume-se por isso que seja apenas um sistema que pretenda identificar quem passou pelos validadores sem neles tocar com o seu cartão... o que até poderia parecer uma medida interessante... a não ser pelo caso de ser um desastre de implementação devido às condições reais.

Sim, um sistema de câmaras poderia detectar as pessoas que passam sem validar a sua passagem, mas não seria preciso muito para derrotar o sistema, por exemplo simulando o gesto de passar um cartão no validador (se o sistema nem sequer faz a verificação do cartão num sistema central, não me parece que fossem fazer integração para que essa validação estivesse interligada directamente com o sistema das câmaras). Para além disso... basta imaginar alguém que vá acompanhar uma pessoa até ao metro (por exemplo, alguém com mobilidade reduzida) ou buscar alguém, e que passe pelos validadores sem motivo para pagar, e que seguramente resultaria num "alerta vermelho" neste novo sistema.

Enfim... já faz lembrar a célebre ideia de instalar bloqueadores dos telemóveis nos automóveis para que os condutores não os utilizassem enquanto conduzem... esquecendo-se que ao seu lado poderiam ir passageiros que não apreciariam o facto de ter os smartphones bloqueados.

Vamos aguardar por mais detalhes para saber se a Empresa do Metro vai avançar com este sistema e, em caso afirmativo, ficaremos a aguardar pelos resultados práticos do mesmo (que, curiosamente, poderá acabar por ser o incentivo dos prevaricadores validarem a passagem... com um cartão carregado de forma fraudulenta!)

3 comentários:

  1. A questão será sempre mais ou menos esta: "Hummm, temos que gastar uns belos milhões? A que 'amigo' iremos adjudicar a empreitada?"

    ResponderEliminar
  2. Tenho aqui um sistema XPTO tecnológico, que não funciona, também posso despachar este lixo para a Metro do Porto ao preço da água no meio do deserto?

    ResponderEliminar
  3. Se protegerem tão bem o sistema de CCTV como protegeram os cartões não tarda muito a aparecerem imagens dos passageiros na net.

    ResponderEliminar

[pub]