2017/07/03

Volvos autónomos não sabem lidar com cangurus


Criar um carro 100% autónomo capaz de lidar com a infinita diversidade de coisas que podem aparecer na estrada não é fácil, e agora temos a Volvo a reconhecer que o seu sistema actual é incapaz de lidar com... cangurus.

Ter cuidado com cangurus não é algo com que a maioria dos europeus se tenha que preocupar enquanto conduz, mas em certas áreas da Austrália é realmente um problema bastante sério, e que nalguns casos mais infelizes resulta na morte dos condutores (para além de ser um animal de grande porte, que potencialmente provoca um despiste a seguir ao embate; a patada de um canguru ferido e em pânico pode facilmente matar uma pessoa e se se tiver o canguru enfiado no pára-brisas o condutor fica numa posição bastante perigosa).

Seja como for, a Volvo já veio reconhecer as dificuldades do seu sistema autónomo lidar com estas criaturas saltitonas, pois a sua curiosa forma de locomoção baralha por completo o sistema. Quando o canguru está no ar o sistema pensa que o animal está mais distante, quando está no solo o sistema pensa que está a uma distância mais próxima.

De referir que a Volvo já tem um sistema capaz de detectar e reagir a outros animais que possam surgir na estrada, mas... se quiser comercializar carros autónomos na Austrália (como planeia fazer em 2020, se não houver atrasos) vai ter que adicionar ao sistema a capacidade de lidar cangurus. :)

3 comentários:

  1. Mas o sistema tem tanta velocidade de processamento to para ver o canguru no ar e em terra e deduzir coisas diferentes?
    Gostava de ver estes carros a lidarem com os obstáculos na estrada (buracos etc) nas ruas de Lisboa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mau era se não tivesse! :)
      Se estiveres a viajar a 120km/h, são mais de 33 metros que percorres a cada segundo; mesmo que se faça processamento a 10fps, significaria que estaria a percorrer 3 metros "cegos"; que seria reduzidos para 1m a 30fps, ou 0.5m a 60fps.
      (Isto sem contabilizar a latência do sistema, desde a captação das imagens, processamento, e posterior ordem de comandos e a sua activação).

      Eliminar
    2. É verdade, eu estava a imaginar o reconhecimento 3d para cada frame, mas provavelmente existe ali alguma simplificação de detetar semalhanças entre os frames consecutivos por forma a reduzir a necessidade de fazer o mesmo reconhecimento complleto do inicio para cada uma das 30FPS... mas a latencia pode ser um problema, coisa comum aos humanos (principalmente enbriagados ;)

      Eliminar

[pub]