2017/08/25

Microsoft compromete-se a não fazer downloads de actualizações sem autorização dos utilizadores


A decisão chega tarde mas, como se costuma dizer, "mais vale tarde que nunca". Em resposta a um processo na Alemanha que acusava a Microsoft de forçar o download e instalação de actualizações (referente ao Windows 10) a MS compromete-se a não fazer downloads de actualizações sem o consentimento expresso dos utilizadores.

Neste moment a medida não terá qualquer resultado prático imediato, uma vez que o problema ocorreu na fase que antecedeu e acompanhou o lançamento do Windows 10, altura em que a MS parecia estar disposta a usar todas as tácticas para fazer com que os utilizadores o instalassem, quer quisessem quer não. Entre elas estava o download automático do Windows 10 para os seus computadores, mesmo que não o quisessem instalar, representando gigabytes de dados gastos e espaço ocupado em disco; para não falar das caixas de alerta que (propositadamente?) induziam os utilizadores em erro, fazendo com que o fechar da janela fosse considerado o aceitar da actualização...

Em resposta ao processo a Microsoft simplesmente se compromete a não fazer mais downloads automáticos... mas, pelo que se pode perceber da tradução automática desta notícia, isto poderá aplicar-se somente ao download de actualizações para novas versões do sistema operativo e não para as actualizações habituais.

Não é que seja grave, pois com a última actualização do Windows 10 os utilizadores até já ficam com bastante poder de decisão quanto à forma como desejam fazer as actualizações (eu até fiquei surpreendido por, em vez de levar com uma actualização inesperada a meio de ver um filme, ver surgir um aviso a perguntar-me se queria agendar o arranque e actualização para uma hora mais conveniente - que foi precisamente o que fiz).

... Enfim, saberemos por altura de uma eventual actualização para um "Windows 11" (que não deverá estar para breve, considerando que as intenções da MS serão a de manter o Windows 10 como plataforma continuamente em evolução, dispensando um novo Windows...)

2 comentários:

  1. Frase errada: "Microsoft compromete-se a não fazer downloads de actualizações sem autorização dos utilizadores".
    A Microsoft faz o que bem entender e os downloads que entender: O que a Microsoft se compromete é que o seu SO, quando instalado nos pcs dos clientes, não fará o download das atualizações sem a autorização dos mesmos... :)
    Este problema é grande pois as pessoas querem títulos pequenos mas nem sempre é possível e então há duas possibilidades: Ou se escreve algo errado que no texto é possível desmontar e explicar ou se escrevem textos grandes e corretos mas que afastam alguns mais apressados... Pessoalmente, não gosto de ler coisas erradas.

    ResponderEliminar
  2. "Windows deixará de descarregar e instalar atualizações sem consentimento dos utilizadores."

    ResponderEliminar

[pub]