2017/08/24

Samsung apresenta Galaxy Note 8 - chega a Portugal a 15 de Setembro por €1009

Chegou finalmente o momento de ficarmos a conhecer o samrtphone da Samsung que era ainda mais aguardado que o Galaxy S8: o Galaxy Note 8, que chega com a obrigação de fazer esquecer o incidente que levou à recolha dos Note 7.

A nível de design o Galaxy Note 8 não esconde a imagem de família, sendo que mais parece um Galaxy S8+ ainda maior, equipado com um ecrã Super AMOLED "Infinity Display" de 6.3" com 2960x1440 pixeis de resolução e formato 18.5:9. O CPU é um Exynos 8895 octa-core (2.3GHz e 1.7GHz, de 10nm) ou Snapdragon 835 nalguns mercados, acompanhado por 6GB de RAM, 64GB/128GB/256GB, bateria de 3300mAh, e sensor de impressões digitais na traseira.


Mas, a maior novidade do Note 8 será a estreia de uma câmara dupla traseira nos smartphones da Samsung. Temos dois sensores de 12MP, um com lente grande angular f/1.7, outro com telefoto f/2.4, - replicando a opção escolhida pela Apple no iPhone 7 Plus, mas aqui com a vantagem de ambas as câmaras contarem com estabilização óptica de imagem. Na frente temos uma câmara de 8MP com lente f/1.7.



A S Pen também vem melhorada, com ponta mais fina e que até permite criar mensagens escritas animadas (que podem ser partilhadas em GIF); e claro que não falta a possibilidade de podermos transformar o Note 8 num "PC" usando a dock DeX (que até está a ser oferecida a quem efectuar a pré-compra).

E falando de compra... confirma-se também o que se receava, de que o Galaxy Note 8 mais barato supera os 1000 euros. O Galaxy Note 8 chega ao nosso país a 15 de Setembro, e na Vodafone está a ser vendido por 1009,90 euros.








9 comentários:

  1. Compreendo as evoluções que os equipamentos têm tido. Mas confesso que ter o mais barato a mais de 1000€ já é um valor no mínimo pornográfico. :)
    Começamos a ter valores incompreensíveis para telemóveis...
    Será que faz algum sentido dar esse valor por um equipamento destes?

    ResponderEliminar
  2. Fiz essa mesma questão a mim mesmo na hora de substituir o iPhone 6, e a conclusão a que cheguei é que não faz sentido.
    Comprei um Xiaomi Mi6 de 128Gb e não podia estar mais satisfeito.

    ResponderEliminar
  3. Como se costuma dizer, as coisas valem aquilo que as pessoas estiverem dispostas a pagar por elas.
    Enquanto existir pessoas muitas vezes a fazerem créditos para comprar telemóveis com estes preços astronómicos eles vão continuar a aumentar os preços.

    De certeza que o novo iphone vai elevar ainda mais a fasquia.

    ResponderEliminar
  4. Mil euros na palma da mão...
    Não, obrigado.

    ResponderEliminar
  5. 1000€???
    Mas que raio de obscenidade é esta?

    ResponderEliminar
  6. É só fazer as contas:
    - Custa €1020 na pré-compra mas oferecem uma doc de €160
    - Logo, quando chegar às vendas na loja, sem doc, custa €800
    - Passado um mês custa €700
    - Passado dois meses custa

    Não desanimem, esperem uns meses. Se a bateria não explodir fica um preço mais em conta ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... caso não tenham ouvido falar na doc
      https://www.worten.pt/smartphone-samsung-galaxy-note-8?gclid=CjwKEAjw8vnMBRDg2ff6wpS66RQSJAApvwYSNRwwh9FHzwBCDmZ_L-lJfPw2lo1SIGRfPppd9WaNwRoCCwDw_wcB

      Eliminar
  7. A sempre um 9.99 € nas contas dos comerciantes Portugas ! :-(

    ResponderEliminar
  8. Está estudado: vale o número da esquerda: €399, lê-se trezentos e não quatrocentos
    Nos arreondamtos;
    - 9,00 é premium (preços da Apple)
    - 9,90 preço económico (preço da Worten do S8)
    - 9,99 preço poupança, dos saldos ou de uma loja que quer passar a ideia que vende produtos com os maiores descontos.
    A "magia" do 9 nas vendas está estudada:
    - Subir o preço de €34 para €39 aumenta as vendas
    - Subir o preço de €34 para €44 (ou ao contrário) não altera as vendas

    ResponderEliminar

[pub]