2017/08/01

TVAddons está de regresso e a pedir ajuda para lutar


A meio de Junho o popular repositório TVAddons de módulos para o Kodi desapareceu misteriosamente, agora está de regresso... e agradece toda a ajuda para uma luta contra um processo abusivo que ultrapassou todos os limites.

O TVAddons está de regresso num novo domínio (https://www.tvaddons.co/) mas o mais preocupante é ter sido revelado o verdadeiro motivo do seu desaparecimento e todo o processo que foi desencadeado para perseguir Adam Lackman, o criador do site.

Afinal o desaparecimento não esteve relacionado com um processo entreposto pela Dish Network no Texas (como se suspeitava) mas sim devido a um processo colocado por vários operadores canadianos - Bell Canada, Bell ExpressVu, Bell Media, Videotron, Groupe TVA, Rogers Communications e Rogers Media. Um processo que acusava expressamente Adam Lackman de facilitar o acesso ilegal a séries como Thrones, Prison Break, The Big Bang Theory e muitas outras, ignorando propositadamente o "pormenor" do TVAddons ser um mero repositório de add-ons para o Kodi, dos quais apenas 1% permitirão o acesso a conteúdos "indevidos".

Mas a táctica deste conjunto de empresas não foi o de pedir a remoção dos ditos add-ons (que são da responsabilidade de terceiros) mas sim a de entrar em modo de destruição total de forma a tornar Adam Lackman e o TVAddons num exemplo para intimidar tudo e todos. E... quase conseguiam. Sem ter direito a ser ouvido, estas empresas conseguiram um mandato de busca e entraram pela casa de Lackman dentro, de forma abusiva e completamente surreal, como por exemplo: dizendo-lhe que podia pedir um advogado, mas que não podia usar um telefone nem sair da sua vista para o fazer; ou ainda, que tinha o direito a não responder às suas perguntas, mas que se não respondesse estaria a desrespeitar a ordem do tribunal e poderia ser preso.


As coisa lá acabaram por se endireitar quando todo o incidente foi relatado a um juiz, que considerou completamente obscena e despropositada a forma como tudo se passou, sendo que adicionalmente, o mandato que foi emitido nem se deveria ter aplicado a este caso. O juiz ordenou a devolução imediata de tudo o que lhe tinha sido apreendido, mas  - sem grandes surpresas - as ditas empresas já interpuseram um recurso que irá fazer arrastar este caso durante o máximo de tempo possível, bem cientes de que elas têm todo o tempo do mundo e estarão dispostas a gastar tanto dinheiro quanto for preciso, esperando que Lackman acabe por ser considerado culpado simplesmente por deixar de ter dinheiro para se defender (com a táctica de lhe apreenderem os sites a ter sido uma jogada excelente para o privar dos seus rendimentos).


Na prática, este caso equivale a estas empresas perseguirem e encerrarem o GitHub, por no meio dos milhões de projectos que por lá estão alojados, se poderem encontrar projectos que possam permitir coisas ilegais (nalguns países), como o PopcornTime.

Enfim... quem achar tudo isto ridículo e quiser contribuir para que todo este triste episódio tenha um final feliz, poderá contribuir com o valor que quiser, nem que seja apenas $1 para o fundo de defesa do TVAddons. Ou, em alternativa, visitar o novo site do TVAddons e clicar nalguns anúncios como forma de apoio...


Actualização: com as contas das redes sociais apreendidas, o TVAddons está a recomeçar do zero.

5 comentários:

  1. Ridículo o que se consegue fazer quando se têm muito dinheiro. Estas empresas conseguiram facilmente contornar a justiça e os direitos dos outros. Era muito bem feita terem de pagar uma avultada indemnização ao Adam Lackman.

    Hollywood e todas estas empresas já há muito que mereciam que as pessoas fizessem uma espécie de greve e deixassem de dar €€ a estas corjas.

    ResponderEliminar
  2. Não entendi a parte de "com a táctica de lhe apreenderem os sites a ter sido uma jogada excelente para o privar dos seus rendimentos". Afinal ele retira seus proventos de um site que facilita a pirataria? Afinal o maior argumento dos donos dos sites, add-ons, etc. é que tudo é feito para o utilizador ter acesso a conteúdos e não o lucro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é exactamente isso. Ele tem um site e vive sem comer há dois anos.

      Eliminar
    2. Ah, então está tudo explicado. É por tudo em bitcoins, andar de Uber e hospedar-se em Air BnB. Ninguém o apanha nos hipermercados ou feiras. :-D

      Eliminar

[pub]