2017/09/20

11 novidades do iOS 11


O novo iOS 11 da Apple já chegou, e com ele muitas novidades que justificam a sua instalação em todos os iPhones e iPads suportados.

Em primeiro lugar, embora sejam bastante visíveis as mudanças, o maior beneficiado deste iOS 11 são os iPads, que ganham bastante funcionalidades a nível de multitasking, arrastar conteúdos entre apps lado a lado (e não só), etc. Por outro lado, também se começa a notar que um certo "desinteresse" da Apple para com os iPhones mais pequenos (como o iPhone 5/5S/SE)... pois são muitas as coisas que demonstram terem sido concebidas para ecrãs maiores (um salto à App Store faz-nos sentir claustrofóbicos perante a reduzida quantidade de informação que é visível: o top de app mostra-nos apenas 3 apps, sendo necessário deslizar e deslizar para ir vendo o resto... ) Mas passemos às coisas boas.

1. Novo Control Center



A Apple chegou à conclusão que a maioria dos utilizadores nem se apercebia que o Control Center tinha múltiplas páginas, pelo que no iOS 11 optou por colocar "tudo e mais alguma coisa" num único painel. A melhor parte é que os utilizadores têm a possibilidade de configurarem os elementos que querem ver neste painel, adicionando o que é útil e removendo aquilo que não utilizam.

Bónus extra: podem adicionar a nova funcionalidade de gravação de ecrã.
A melhorar: a possibilidade de no futuro se poderem adicionar "widgets/complicações" de outras apps, ao estilo Apple Watch - ou até somente atalhos para apps usadas frequentemente.


2. Modo de emergência



Carregando 5 vezes no botão de power - ou no botão de power e volume no iPhone X - activamos o modo de emergência que permite fazer uma chamada de emergência, apresentar informação médica que se tiver inserido. Adicionalmente, este modo desactiva temporariamente os métodos de autenticação biométricos, como o Touch ID e o novo Face ID do iPhone X; sendo necessário desbloquear o iPhone ou iPad usando o código pin ou password que se tiver defnido.


3. Partilha de password WiFi



Os dias de introduzir passwords complicadas manualmente chegam ao fim com o iOS 11. Quando um dispositivo iOS se estiver a tentar ligar à mesma rede WiFi a que estão ligados, verão surgir um painel que pergunta se querem partilhar a password. Com um único toque podem dar acesso a amigos e familiares sem terem que dizer qual é a password, nem passar pela experiência de tentar escrever uma password longa e complicada (como devem ser) à primeira e sem erros.


4. Suporte para GIFs animados



Se por um lado o iOS 11 dá um passo em frente trocando o JPEG pelo novo HEIC, por outro lado mostra que não se pode cortar com o passado e que o peso dos GIFs animados é ainda demasiado grande para ser ignorado. Por isso, podemos gravar GIFs animados para o álbum de fotografias e ver essas imagens animadas em todo o seu esplendor na galeria de fotos.


5. Editor de screenshots



Fazer uma captura de ecrã é algo que quase sempre está associado ao ritual de abrir a imagem num programa de edição para fazer algo como uma anotação, corte, etc. mas que no iOS 11 deixará de ser necessário. Depois de ser feito uma captura surge um pequeno thumbnail no canto do ecrã, e tocando nele temos acesso direito a um mini editor que nos permite fazer todo o tipo de edições básicas (ou enviar a imagem para outra app mais potente para edição).


6. Offload de apps pouco utilizadas



Fartos de terem apps que mantêm instaladas apenas porque "podem vir a dar jeito um dia" mas que já não abrem há vários anos? Com a opção "Offload Unused Apps" o iOS 11 pode libertar o espaço gasto por elas. Quando precisarem delas, as mesmas serão restauradas da App Store (desde que ainda estejam disponíveis), mantendo os dados que se tivessem.


7. Câmara com leitor de QR Codes



Depois de anos a ignorar os QR Codes, a Apple reconhece também a sua utilidade e adiciona o reconhecimento automático de QR Codes à app da câmara (pode ser desactivado nos settings se acharem que é demasiado intrusivo).


8. Digitalização de documentos no Notes (no iPad)



 No iPad, a app Notes passa a poder fazer a digitalização de documentos e o reconhecimento de texto escrito com a Apple Pen. Uma novidade que, por si só, poderá fazer dispensar a necessidade de outras apps de "apontamentos".


9. AirPods mais configuráveis



Quem usar os AirPods pode agora definir acções diferentes para o double tap feito em cada um deles. Por exemplo, pode-se definir que um duplo toque no AirPod esquerdo dê acesso à Siri, mas que um duplo toque no AirPod direito faça avançar para a próxima música.

... Depois é só não baralhar um com o outro.


10. "Do Not Disturb" enquanto se conduz



Para minimizar as distracções enquanto se conduz (e não chegam os automóveis inteligente), podemos contar com um novo modo de Do Not Disturb que se activa automaticamente ao se ligar ao Bluetooth do carro (ou usar os acelerómetros para detectar que estamos num carro). Assim, as notificações deixam de chatear e roubar a atenção que deverá ser dedicada ao que se passa na estrada.


11 ... One more thing...



Como bónus... eis uma novidade indesejada... a App Store, mesmo remodelada, continua a não se ver livre de bugs (com textos e imagens sobrepostas) e - pior ainda - a Apple decidiu que não faz falta mostrar quanto ocupa um update, pelo que quer seja 1MB ou 100MB... será uma lotaria fazer uma actualização que não sabemos quanto dos nossos preciosos dados móveis irá gastar. :P


P.S. e claro... não nos podemos esquecer do ARKit.

3 comentários:

  1. "a Apple decidiu que não faz falta mostrar quanto ocupa um update" ???
    Tenho um iOS velho e o 11.
    Comparando a informação das atualizações de um e do outro, o 11 é muito mais informativo - é a informação completa da app. E que contém o espaço que ocupa a atualização: Informação > Tamanho (da app)
    Não vejo qual é o sarilho.
    Imagens sobrepostas não me aparece, talvez em ecrãs menores.
    Lendo por aqui e por ali já percebi algumas das novidades.

    A 8, no iPhone, a Notes digitaliza mas não tem OCR.
    A 10 é das que mais me agrada. Uma pessoa ir a conduzir com a app de navegação e receber notificações parvas que ficam coladas no ecrã até serem eliminadas não vai com nada. Mas desativa também chamadas, exceto quando ligado ao bluetooth do carro ou a equipamento mãos livres. Pode configurar-se uma resposta automática.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O "sarilho" (das actualizações) é poderes estar na rua, haver um update importante que até poderias querer fazer na hora; mas não teres forma de saber se a actualização ocupa 1MB, ou 10MB ou 100MB.

      Vai-se fazer um download... não seria regra básica saber o tamanho do que se vai descarregar?

      Eliminar
    2. Bem vindo e que se esperava ja alguns anos, poder ligar e desligar os dados moveis pelo control center. Esta merece 10 pontos

      Eliminar

[pub]