2017/09/03

Zombies tornaram-se populares graças a lapso no copyright


Todos os modernos filmes de zombie devem as suas origens, em maior ou menor grau, ao clássico Night of the Living Dead de 1968, de George Romero - mas o facto deste filme de baixo orçamento se ter tornado um clássico foi também auxiliado por um lapso nos direitos de autor.

Nada faria prever que um filme de baixo orçamento de um realizador desconhecido se pudesse tornar num sucesso, mas há uma pequena curiosidade sobre o Night of the Living Dead que poderá ajudar a explicá-lo. Quando o distribuidor se preparava para lançar o filme de George R. Romero (infelizmente falecido há pouco mais de um mês) decidiu trocar o seu título original de Night of the Flesh Eaters para Night of the Living Dead; só que no processo de o fazer, esqueceu-se de incluir o símbolo de copyright.

Segundo as leis de direitos de autor da altura, uma obra sem esse símbolo nem ano de lançamento passava automaticamente a fazer parte do domínio público, o que permitiu que o mesmo pudesse ser exibido nos canais de televisão, cinemas, etc. de forma completamente gratuita. Ainda assim, isso não impediu que o filme - que custou pouco mais de 100 mil dólares - viesse a ser bastante lucrativo, estimando-se que tenha rendido mais de 30 milhões de dólares.

Não tivesse sido este lapso, e teria sido muito mais difícil que estes zombies se tivessem popularizado e inspirado filmes como 28 Days Later, séries como The Walking Dead, ou até o mítico videoclip Thriller de Michael Jackson (caso o símbolo tivesse sido aplicado, George Romero continuaria a deter os direitos sobre os zombies até 2024.)



Graças a isto, podemos ter o vídeo integral no YouTube de forma completamente legal:

1 comentário:

  1. Ainda me lembro, na febre do dvd e do forum dvdmania, este foi um filme q estava gratis ja nao sei aonde... penso q numa loja qq britanica de dvds!!! Agora secalhar ja sei pq tava gratis...

    ResponderEliminar

[pub]