2017/10/22

Como preparar uma mochila para situações de emergência


Ter uma mochila pronta com bens essenciais para nos suportar em caso de emergência é daquelas coisas que ninguém espera ter que usar, mas que poderá fazer toda a diferença na eventualidade de um dia vir a ser necessária.

A maioria das pessoas tem a felicidade (e sorte) de nunca se ter que deparar com situações catastróficas ou de emergência que as possam obrigar a sair de casa "de um momento para o outro". Mas, como infelizmente tem ficado demonstrado devido aos incêndios, ninguém está livre de se ver nesse tipo de situações e o melhor, como sempre, é estar prevenido.

Caso se dê a necessidade de sair de casa numa situação de emergência, será muito pouco provável que tenham a capacidade de pensar calmamente nas coisas que deverão levar - para não falar no tempo que seria necessário para as organizar, que pode não existir.

Por isso convém que tudo isto seja feito de forma preventiva, preparando uma "mochila de emergência" para cada membro da família que tenha idade suficiente para carregar uma.

Os bens físicos



Nela deverão incluir: kit de primeiros socorros, duas garrafas de água de 1.5L (por pessoa, por dia), comida não perecível com validade prolongada (como comida em lata), bolachas ou barras energéticas, lanterna e pilhas, rádio, alicate, isqueiro, apito, sacos de lixo, toalhetes húmidos, corda, fita adesiva industrial, power bank carregado para prolongar a vida do smartphone por alguns dias, saco cama ou cobertor. A isto deverão adicionar (se aplicável) coisas como medicamentos, comida para os animais de estimação, fraldas e comida para bebés, etc.

Uma lista pré-preparada com as coisas a fazer também será extremamente útil para evitar os esquecimentos em situação de quase pânico; e onde poderão listar coisas como: cortar a electricidade, gás, água (será conveniente "treinar" para saber como o fazer); pegar em jóias, dinheiro, ou outros bens valiosos que se possam transportar sem ocupar demasiado volume, etc.

Os bens digitais


Para além das coisas físicas, será também conveniente ter preparada a informação digital (e também documentos físicos) para que possam sobreviver e estar acessíveis em caso de emergência. É escusado relembrar que será conveniente terem as vossas fotos com backups algures na cloud (Google Photos, por exemplo); mas também deverão tirar fotos a todas as divisões da vossa casa e todos os bens valiosos, que também deverão ser guardados na cloud e também numa pen USB já guardada na mochila.

Poderão também querer incluir nessa lista fotos/scans de todos os documentos importantes: como documentos de identificação (cartão de cidadão, carta de condução), escritura da casa, certificados de nascimento, testamentos e registos de seguros, boletins de vacinas, etc. Considerando a natureza sensível destes documentos, poderão optar por guardá-los encriptados (com uma password segura) para descanso adicional.



... Pode parecer demasiado trabalho... mas podem crer que é "trabalho" que não vão querer ter no momento em que se virem na angustiante situação de ter que abandonar o lar por uma questão de sobrevivência imediata.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Após a leitura até pensava que tinha sido escrito pelo Luís Costa :-( !!!!Excelente artigo Carlos Martins.

    ResponderEliminar
  3. Nada disto ... Uma boa AK-47 conseguia as mochilas todas que queria :D

    ResponderEliminar

[pub]