2017/10/06

Vernee Mix 2 a €159


Estamos numa fase de transição para os smartphones com ecrãs sem margem, e são muitas as marcas que se apressam a fazer chegar modelos assim ao mercado: como é o caso da Vernee com o Mix 2.

O Vernee Mix 2 não esconde a inspiração no Mi Mix 2 da Xiaomi, e aposta num ecrã total de 6" (2160x1080 - formato 18:9) que ocupa 93% da área frontal, acompanhado por um CPU Helio P25 quad-core a 2.5GHz, 4GB de RAM, 64GB, câmara traseira dupla de 13MP+13MP com estabilização óptica, câmara frontal de 8MP, dual SIM, bateria de 4200mAh com fast-charging (9V2A), e Android 7.0.

A Vernee também teve o cuidado de apostar em acabamentos de luxo para este smartphone, com uma traseira em vidro - que tem o risco acrescido de danos em caso de quedas, mas que contribui para lhe dar um aspecto e qualidade que tornará mais complicado acreditar que se trata de um smartphone que custa apenas 159 euros - e sim, está disponível com envio "local direct". ;)


Embora se trate de um smartphone de 6", relembro que essa noção dos smartphones grandes tem que ser revista nestes modelos com ecrãs sem margens. O Vernee Mix 2 tem dimensões de 157.8 x 57.7 x 8.2 mm; e bastará compará-lo com um iPhone 8 Plus, que mesmo tendo um ecrã de 5.5" é substancialmente maior (158.4 x 78.1 x 7.5 mm).


Nesta fase de lançamento o Vernee Mix 2 está disponível por 159 euros, mas os interessados têm também a possibilidade de receberem um desconto adicional que lhes permitirá ficar com um destes smartphones com preço ainda mais reduzido, abaixo dos 100 euros. Para isso terão apenas que participar na campanha na página da Vernee, e esperar ser um dos 100 seleccionados para esse desconto.

1 comentário:

  1. Relativamente a estes tlms "bezel-less", aos poucos vou formando a ideia que NUNCA comprarei um.
    Passo a explicar:
    Já estive para comprar o Maze Alpha, mas depois era muito pesado e grande.
    Depois estive interessado no VKWorld Mix Plus ou o Leagoo Kiicca Mix ou outros modelos que têm vindo a sair.
    Esperei pelas reviews e ainda bem, pq fui descobrindo que as marcas têm de sacrificar sensores, para conseguir obter essa estética sem margens.

    Têm uma ou outra falha, mas este aspeto dos sensores é fulcral para eu dispensar estes tlms.
    Espero que as marcas consigam lançar futuros modelos com esta estética, mas com tudo aquilo que os tlms "normais" trazem.

    ResponderEliminar

[pub]