2017/11/06

Carregamento rápido do Pixel 2 XL tem pouco de rápido

Como se as críticas ao ecrã não bastassem, também o sistema de carregamento "supostamente rápido" do Pixel 2 da Google é alvo de críticas, demonstrando um funcionamento bastante mais lento do que seria de prever.


Com o desempenho das baterias a estar longe daquilo que os utilizadores desejam, as marcas vão apostando em sistemas de carregamento rápido que permitem minimizar esse incómodo com recargas num espaço de tempo reduzido. Os novos Pixel 2 da Google não fogem a esta tendência, com o Pixel 2 XL a vir equipado com uma bateria de 3520mAh que suporta um carregamento rápido a 18W.

... Só que os engenheiros da Google terão considerado que esta não seria a melhor relação para o carregamento da bateria, tendo optado por limitar a mesma a 10.5W, muito abaixo do valor máximo admitido. O carregamento começa por ser feito a 16W, mas ao fim de 10 minutos baixa para os referidos 10.5W.

Nos testes efectuados por Nathan K., um utilizador que dedica parte do seu tempo ao estudo do USB-C, confirmou-se aquilo que já tinha sido avançado, o Pixel 2 XL demora bastante tempo para obter uma carga completa da bateria. Os 10.5W iniciais acabam por descer exponencialmente a partir dos 65% de carga. Um carga até 100%, com 15% no início do carregamento, demorou 2h30m.


O Pixel 2 XL consegue chegar aos 35% em 30 minutos e aos 78% em uma hora, valores inferiores ao que o Dash Charge possibilita no OnePlus 5 que consegue chegar aos 91% em 60 minutos. O pior mesmo são os últimos 30%, que levam cerca de uma hora e meia a carregar.

Tendo em conta que se trata de um topo de gama, era de esperar um comportamento mais eficiente, mas a Google lá terá tido as suas razões para optar por este sistema de carregamento. Na prática, os 78% deverão ser suficientes para garantir mais umas horas de utilização mas, se olharmos para o que a concorrência disponibiliza, era de esperar mais por parte do gigante americano.

12 comentários:

  1. Eu por acaso não acho isto mal porque eu pessoalmente tento sempre parar de carregar o meu telemovel até aos 80% porque isto faz durar a bateria mais tempo. O díficil é não me esquecer de parar de carrega-lo. Sendo a ultima parte mais lenta para mim no Pixel para mim era perfeito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é um mito. Nesta altura o melhor é deixar que sejam os equipamentos a gerir a bateria como bem entenderem.

      Nas baterias de lítio, o que limita a sua durabilidade é o número de ciclos que podem ser recarregadas. Se fizeres um carregamento de 0 a 100% conta como um ciclo; se carregares de 0 a 50% (ou de 50 a 100%) contará como meio ciclo.

      Interromper a carga aos 80% (ou qualquer outro nível) não traz qualquer vantagem directa a nível de longevidade - a vantagem indirecta será no caso de carregadores ou equipamentos que depois deixem a bateria aquecer quando está perto dos 100% de carga, e aí sim, a temperatura excessiva prejudica a longevidade de bateria... mas é algo que a maioria dos carregadores/equipamentos já gere da forma mais adequada.

      Eliminar
    2. "The question is asked, “Should I disconnect my laptop from the power grid when not in use?” Under normal circumstances this should not be necessary because charging stops when the Li-ion battery is full. A topping charge is only applied when the battery voltage drops to a certain level. Most users do not remove the AC power, and this practice is safe." (via http://batteryuniversity.com/learn/article/how_to_prolong_lithium_based_batteries )

      O que lá referem é que a bateria poderia ter vida prolongada *se* houvesse um modo que mantivesse a voltagem das células a níveis mais baixos (sendo que a voltagem das mesmas também outro dos factores que afecta a longevidade):
      "A laptop battery could be prolonged by lowering the charge voltage when connected to the AC grid. To make this feature user-friendly, a device should feature a “Long Life” mode that keeps the battery at 4.05V/cell and offers a SoC of about 80 percent. One hour before traveling, the user requests the “Full Capacity” mode to bring the charge to 4.20V/cell."

      Novamente, ter em conta que estamos a falar das células directamente e não da "bateria" em si, composta por várias células e um integrado de controlo das mesmas...

      Eliminar
    3. É que em todo o lado que leio fala de o ideal ser manter a bateria entre 40% e 80% ex:
      https://lifehacker.com/5875162/how-often-should-i-charge-my-gadgets-battery-to-prolong-its-lifespan

      Eliminar
    4. A parte mais importante acaba por ser a de nao descarregar completamente (algo que também ja tinhamos falado há tempos:
      http://abertoatedemadrugada.com/2014/05/quando-recarregar-as-baterias-de-litio.html )

      Mas a parte de nao deixar carregar até 100% há muito que nao se aplica, pois os sistemas de carregamento já gerem bem isso (tal como o de deixar ficar ligado ao carregador mesmo estando a 100%)...

      O que pouparia as baterias seria o carregador manter as celulas a 3.8V em vez de 4.2V, mas isso não somos nós que podemos "mandar", são opções do fabricante, e nesta altura nos smartphones dá tudo prioridade à "carga máxima" em vez de maximizar a longevidade.

      Eliminar
    5. Mas a questão acho que não é o desligar nos 100%. Pelo que li ter a bateria muito cheia por si só causa muita tensão na própria bateria e faz com que perca alguma capacidade

      Eliminar
  2. Isto + burn in = 50% de desconto no pixel XL 😁

    ResponderEliminar
  3. Acho que há um equívoco por parte dos media que seguem estas tecnologias. Carregamento rápido bem implementado é precisamente assim: muito rápidos nos primeiros minutos (precisamente para desenrascar), baixando progressivamente para proteger a durabilidade da bateria. Não faz sentido usar carregamento rápido para se carregar 80 ou 100% da bateria! As marcas que permitem carregar ao máximo mais de 50% estão a arriscar-se a condenar as baterias a metade dos ciclos potenciais.

    ResponderEliminar
  4. O meu ASUS zoom 3 usa a primeira versão então carrega a 5v 2 amp mas quando chega aos 85% ele diminui a amp para 1.2 1.3 até chegar aos 100. O tlm tem 5000 bateria demora umas 2 h e meia lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A maioria dos sistemas já faz essa gestao... mau era... senão era só baterias de lítio a estourar em simpatia com os Note 7! :)

      Eliminar

[pub]