2017/11/21

Google apanhada a recolher localização de Androids mesmo com serviço de localização desligado


Que a Google tem acesso aos dados da localização da maioria dos dispositivos Android, isso já todos sabem; o que não sabem é que a Google também recolhe essa informação mesmo nos casos em que os utilizadores desliguem os serviços de localização e nem sequer tenham um cartão SIM instalado.

Numa situação normal, os utilizadores de smartphones não têm problemas em partilhar a sua localização com a Google, nem que seja para terem acesso ao Google Maps, navegação, sugestões de coisas nas proximidades, e até para localização do seu smartphone em caso de roubo. No entanto, alguém que desligue os serviços de localização e nem sequer utilize um cartão SIM poderia imaginar que a sua localização se manteria protegida do olhar da Google... mas tal não é o caso.

Foi descoberto que desde o início do ano a Google está a recolher informação sobre as torres celulares ao alcance do smartphone, de todos os smartphones Android, mesmo quando os utilizadores não têm um cartão SIM instalado e desactivaram expressamente os serviços de localização.


A Google já confirmou esta recolha, dizendo no entanto que são dados que não ficam guardados nas suas bases de dados e que se destinariam apenas a melhorar o envio das notificações para os smartphones - uma explicação que não parece convencer os especialistas, nem todos aqueles que consideram isto (mais) um abuso de poder e uma flagrante violação da privacidade dos utilizadores.

A recolha destes dados específicos sobre as torres celulares deixará de ser feita já no próximo mês, mas isso não impede que continuem a ser recolhidos outros dados que continuem a permitir obter a localização aproximada dos utilizadores, nomeadamente, o endereço IP e redes WiFi a que estejam ligados ou que estejam nas imediações. E uma vez que esta recolha de dados é feita a propósito do sistema de gestão de envio das notificações, é algo que continuará a ser feito independentemente do serviço de localização ser desligado pelos utilizadores.


Nota: não esquecer que também os operadores de telecomunicações podem saber por onde anda qualquer smartphone, mesmo que não tenha um cartão SIM instalado, já que os smartphones e telemóveis continuam a estar ligados à rede para poderem efectuar chamadas de emergência.


Actualização: Já temos explicação oficial da Google sobre o sucedido:
"Para garantir que as mensagens e as notificações são recebidas rapidamente, os telefones Android mais modernos utilizam um sistema de sincronização de rede que requer a  utilização de Mobile Country Codes (MCC) e de Mobile Network Codes (MNC). Em janeiro deste ano, começamos a olhar para isto, utilizando os códigos Cell ID como um sinal adicional para melhorar a velocidade e o desempenho do envio das mensagens. No entanto, nunca incorporámos o Cell ID no nosso sistema de sincronização de rede e, por isso, esses dados foram imediatamente descartados e actualizámo-lo para não voltar a solicitar os códigos Cell ID. Os MCC e MNC disponibilizam as informações de rede necessárias para o envio de mensagens e notificações e são separados distintamente dos Serviços de Localização que às aplicações a localização de um dispositivo. " - Fonte Oficial da Google em Portugal

... Que no entanto não explica porque motivo esta informação estava a ser recolhida até nos smartphones sem cartão SIM ou ligação de dados móveis.

3 comentários:

  1. Google no seu melhor...mas isto já não é novo, já faz isto faz anos...

    ResponderEliminar
  2. Deviam oferecer o serviço de localização de telefones roubados (só para quem já tenha sido dono de determinado IMEI), mesmo para telemóveis mais antigos sem bloqueios deste tipo...

    ResponderEliminar
  3. O desligar a localização, sempre pensei que era apenas para desligar a localização mais precisa por por satélite (GPS, glonass, Galileu, etc.),mas que continuassem a saber através das redes wireless na zona (além daquela a que se está ligado) onde se está aproximadamente, e pelos vistos são espertos o suficiente para também procurar os dados das torres das operadoras que têm a vantagem de mudar ainda com menos frequência que os equipamentos de wireless... o que é bom para saber por onde andam para lhes dirigir publicidade mais eficiente. Essa desculpa de ser para o envio de mensagens de notificação é mesmo uma treta que inventaram para tentar escapar ao motivo verdadeiro que será o direccionamento de publicidade e eventualmente espionagem para os diversos serviços de inteligência mundial.

    ResponderEliminar

[pub]