2018/01/14

UE proíbe taxas extra nos pagamentos com cartões


A partir de agora, as lojas (físicas ou online) ficam proibidas de cobrar valores extra para os pagamentos efectuados com cartões de débito ou de crédito, a par de outras alterações que visam aumentar a segurança dos pagamentos electrónicos e os direitos dos consumidores.

Já entraram em vigor as novas regras relativas aos serviços de pagamento na Europa e onde, em destaque, temos a proibição da aplicação de taxas adicionais quando o cliente opta por pagar com cartão de crédito ou de débito, e também protecções adicionais contra débitos não autorizados e o direito ao reembolso "incondicional" de qualquer débito directo efectuado nos cartões.

Estas alterações vêm também facilitar a entrada na Europa de serviços de pagamento estilo o Stripe (e outros) que tão populares são noutros países, assim como a de fomentar que mais serviços relacionados com esta área dos pagamentos sejam criados - o que contribuirá para dar alguma modernidade a um sector que muitas vezes parece ter ficado "parado no tempo" (admite-se que hoje em dia um banco se limite a apresentar-nos extractos tal como fazia há mais de um século atrás? E ainda por cima, com as comissões e afins que tornam cada vez mais caro manter dinheiro no banco?)

Por outro lado, fico um pouco reticente quanto às prometidas vantagens destas alterações, pois bem sabemos como muitas empresas são peritas em contornar as coisas - veja-se o caso do fim do "aluguer do contador de electricidade"(!!!) que apenas fez transferir o valor a pagar para uma "taxa de potência contratada". Levado ao extremo, o que isto poderá fazer é que, os métodos de pagamento que nem cobravam taxas adicionais passem a ficar mais caros, para que preço fique equiparado às taxas extras que eram cobradas nos pagamentos com cartões.

... Enfim, vamos aguardar para ver; mas se por acaso se depararem com sites que ainda tentem cobrar extra por este tipo de pagamentos, enviem-lhes o link acima referido. :P

5 comentários:

  1. Não sei se compreendi corretamente, mas será isto aplicável ao site edreams, que atualmente cobra preços diferentes dependente do método como escolhemos efetuar o pagamento?

    ResponderEliminar
  2. Também se aplica no caso das gasolineiras?

    ResponderEliminar
  3. Então e as taxas cobradas por exemplo nas gasolineiras quando se faz o pagamento com cartão de crédito?
    Aconteceu-me uma vê nunca mais experimentei esse meio de pagamento...

    ResponderEliminar
  4. edreams por exemplo tem difrentes taxas para diversos tipos de pagamento (visa, débito, PayPal, outros tipos) era bom que tivesse fim

    ResponderEliminar
  5. Então e no que toca à compra de Bitcoins, por exemplo através do Coinbase?

    ResponderEliminar

[pub]