2010/07/01

Microsoft mata Kin

Microsoft mata o Kin



Uma das grande notícias de hoje... pouco mais de dois meses após ter anunciado estes novos modelos com pompa e circunstância , a Microsoft dá por terminada a existência dos Kin.
Devido ao fracasso de vendas (há quem fale em apenas 500 unidades vendidas) a Microsoft opta assim po concentrar os seus esforços no desenvolvimento e lançamento do Windows Phone 7 anunciado para o fim do ano.
Por muito que eu goste que existam alternativas, preocupa-me que o próprio Windows Phone 7 vá pelo mesmo caminho que estes Kins, sobre os quais no seu lançamento eu disse logo:
Pessoalmente, embora aprecie a inovação que a Microsoft tem apresentado nestes dispositivos... preocupa-me a sua continuidade a médio/longo prazo: dos Windows Mobile saltaram para o Windows Phone 7 (não compatível e ainda nem lançado), mas vão manter um Windows Mobile "clássico" compatível com as anteriores... e agora temos ainda estes "Kin"... começa a parecer-me "fruta a mais" para ser mantida com qualidade.

Não é que me agrade ver projectos a fracassar... mas é mesmo caso para lhes dizer: "I told you so!"

6 comentários:

  1. Dessas "previsões" qualquer um armado em Zandiga as faz facilmente.
    O contrário é que seria uma grande admiração.

    ;)

    ResponderEliminar
  2. Olha outros exemplos
    http://www.engadget.com/2006/02/24/microsofts-origami-project/
    O Zune, o LongHorn, etc, etc, etc,

    E o "famoso" projecto Natal tb vai pelo mesmo caminho.

    ResponderEliminar
  3. Posso estar muito enganado mas antevejo um futuro do Windows Phone 7 um tanto semelhante...

    ResponderEliminar
  4. Anónimo1/7/10 18:29

    Uma morte anunciada :)

    ResponderEliminar
  5. Ai belas notícias que nos dão mostrando um futuro lindo e sem M$ :D, começo a acreditar nos consumidores, para aí com os portugueses a serem os últimos a mudarem

    ResponderEliminar
  6. @Nuno José

    Bem, nem tanto à terra nem tanto ao mar, não me parece que seja assim tão benéfico para o consumidor a queda de um gigante como a Microsoft, preferências pessoais à parte, é sempre melhor haver competição..

    O Kin nunca me pareceu grande coisa, mas se a Microsoft apostasse em integrar aquela página online de backup de imagens e vídeos que o Kin usava no Windows Phone 7 já tinha feito valer este projecto..

    ResponderEliminar

[pub]