2013/06/16

Project Loon do Google leva Internet a todo o Mundo por Balão


Há uns anos atrás, brincava-se que o Google poderia revolucionar o mundo se lançasse uma internet gratuita via satélite. Agora, não é (ainda) isso que estão a fazer... mas quase. O Google está a preparar um dos seus projectos "loucos" (moonshot) que visa levar a Internet a todos os milhões de pessoas que permanecem desligadas da internet, e para o fazer vai usar "satélites" de custo muito inferior: balões. O Project Loon pretende criar uma rede mundial de balões de alta altitude que possam levar a internet a velocidades equivalente às das redes 3G, ou superiores, a todo o mundo.

Ao contrário dos satélites geo-estacionários, neste caso tratar-se-á de uma rede de balões que estão "soltos" e que percorrem o planeta, mas que podem ser controlados remotamente para apanhar as correntes que permitam direccioná-los para os locais onde serão necessários. Uma tarefa super-complexa mas que o Google diz ter conseguido resolver.

Embora esta iniciativa tenha como alvo principal todas as pessoas que não têm acesso à internet, não será difícil imaginar que facilmente se possa estender a "todo o mundo" - o que possibilitaria que equipamentos Android, e outros como o Glass, pudessem ter uma ligação à internet contínua sem limitações a nível de cobertura das redes terrestres, tarifários com preços elevados, e limites de tráfego de dados.

... Parece-me o primeiro "pequeno" passo para uma gigantesca revolução... e nem consigo imaginar a quantidade de lobbies de operadores de telecomunicações que neste momento estarão a congeminar todo um número de tácticas e argumentos para "furar" esta iniciativa.





[via Google e Wired]

5 comentários:

  1. Não será difícil os operadores começarem a pensar em furar os balões... Mas sem dúvida que é uma excelente ideia que vai revolucionar o acesso à internet!

    ResponderEliminar
  2. é bom pensar que a ideia é realmente boa, se for usada com esse fim, mas com os recentes eventos do PRISM (surveillance program)e as grandes corporações a não terem hipótese senão facultar dados, não sei onde pode isso parar...

    ResponderEliminar
  3. Será mesmo a coisa como se pinta?. Será que a rede assente em balões de alta altitude(a ser viável e funcional) funciona à semelhança de uma rede móvel terrestre, ou seja, sem necessidade da instalação de recetores fixos terrestres, como por exemplo parabólicas?.A ser genial como se pinta bem que seria um alto "upgrade" ao sistema de recepção de banda larga "clássico" assente em satélites comuns, como é o caso dos conhecidos serviços ToowaySat e Astra2Connect, mas dúvido que a internet nos chegue algum dia simplesmente atirada de balões, até porque muito provávelmente alguém se lembraria concerteza de inventar uma taxa absurda de parquímetro espacial inviabilizando à nascença uma solução desse género!...Esperemos que não, venham de lá esses balões de banda larga!! :)

    ResponderEliminar
  4. Entre os balões da Google e os Drones do Facebook para fazer chegar a Internet aos lugares remotos, parece que a solução de Drones já está funcional em França!!. :)

    http://www.zdnet.fr/actualites/free-lance-la-fusee-4g-advanced-39799229.htm#xtor=RSS-1

    ResponderEliminar

[pub]