2013/07/07

Troll da Internet revela Motivações e Tácticas


Quem se aventura na internet está destinado a, mais tarde ou mais cedo, deparar-se com uma destas "criaturas". Pessoas que parecem não ter outro propósito na vida que não seja angustiar, arreliar e fomentar o desespero de outras pessoas na internet, e que habitualmente são designadas por internet trolls.

Mas como em tudo na vida, há sempre o outro lado da questão: por trás de um troll está um ser humano, com as suas próprias motivações, aspirações, medos e desejos. O que poderá levar uma pessoa a "transformar-se" em tal horrível criatura quando pousa as mãos num teclado de computador? Este artigo mostra-nos esta questão por uma perspectiva diferente, em que um destes trolls revela como se tornou numa pessoa cuja único objectivo era levar os outros ao desespero... e sendo capaz de investir mais de 12h por dia nesse objectivo!


Um relato que revela que inicialmente as suas intenções até eram "boas", postando comentários contra escritores com visões radicalizadas sobre alguns temas, em retaliação aos ataques que eram feitos contra si; e partilha algumas das técnicas utilizadas, com respostas curtas e simples que obrigavam a contra-argumentos demorados e deliberados por parte do visado (e que lhe davam prazer só por saber que estava a obrigar a outra pessoa a perder tempo). Ódios de estimação que se prolongaram durante anos, tornando-se num autêntico vício que servia para escapar da sua própria vida e profissão frustrante. No final, diz que ficou feliz por ser banido das comunidades que frequentava, pois era essa a única forma que tinha para parar e retomar algum controlo sobre a sua vida.


Quando se fala na internet, é sempre melhor ter bem presente de que não sabemos com quem estamos a falar, e que por vezes alguns comentários poderão ser frutos de um desabafo após um dia "daqueles". A não ser que seja algo recorrente, por vezes será melhor dar alguma margem de manobra para que a pessoa acalme e tome consciência do que fez, do que atiçar ainda mais a discussão e fazer com que as coisas atinjam proporções desmesuradas. Lembrem-se quanto o tempo é valioso, e quanto terão a ganhar simplesmente por nem se dignarem a responder a alguma provocação implícita em jeito de "isco", usando esse tempo para coisas que realmente vos interessem e contribuam para a vossa felicidade.


Se alguma vez se virem na ingrata situação de terem que lidar com um troll... talvez não seja má ideia pensarem na pessoa que estará do outro lado - ou pelo menos, estarem conscientes do tipo de tácticas utilizadas para poderem evitar ser apanhados na "armadilha".

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]