2014/03/21

Gmail passa a encriptar todos os emails para evitar espionagem da NSA


O Google não gostou de descobrir que a NSA interceptava o seu tráfego interno para poder espiar os emails dos utilizadores do Gmail, e não demorou muito a implementar um sistema que evita que isso se repita.



A partir de agora o Gmail passa a usar sempre uma ligação HTTPS para segurança acrescida, algo que sempre esteve disponível mas que era de uso opcional (embora desde 2010 que tenha passado a ser a forma usada normalmente pelo Gmail). Agora, passa a ser a única forma de aceder ao Gmail, e garante que ninguém se possa intrometer nos vossos emails, mesmo que estejam a usar uma rede WiFi pública.

Mas para que a situação da NSA não se repita, agora o Google passa a encriptar todos os emails internamente, mantendo-as codificadas enquanto passam de servidor em servidor, e só sendo descodificadas quando são enviadas para o cliente final (que estará a usar HTTPS obrigatoriamente, evitando que possa ser espiado nessa altura - pelo menos a nível de intercepção do tráfego de internet entre as máquinas.)

O Google refere ainda que o seu serviço Gmail esteve disponível 99.978% do tempo durante o ano de 2013, sendo o equivalente a uma falha de apenas 2h para cada utilizador durante todo o ano (mas já sabemos como é a Lei de Murphy, que garante que essas 2h acontecerão no pior momento possível, em que o acesso ao email nos seria essencial.)

5 comentários:

  1. Respostas
    1. hmm acho que salutar não é bem verbo, mas quase que parece bem :) se calhar até mudávamos isso na língua port. hehe

      Eliminar
  2. É que ao princípio eu ainda pensava que a NSA pedia o acesso aos mails, ou mesmo aos servidores onde estavam alojados.

    Mas não, era mesmo à descarada, interceptavam os cabos de fibra óptica que transportam a informação entre data-centers da Google (e não só). Como não circulava encriptada era um maná. Obviamente a NSA não seria a única, até porque os serviços de inteligência russos são melhores.

    O que a Google está a fazer é o mínimo. Valha-nos São Snowden que promete mais revelações (sobre os americanos, não sobre os russos).

    ResponderEliminar
  3. Tótós... Façam como a Microsoft que cobra o acesso :) heheheheheheh
    http://thehackernews.com/2014/03/microsoft-sells-your-information-to-fbi.html
    Ao menos sempre ganham mais algum.
    Tou a ser irónico...claro...

    ResponderEliminar
  4. Viva

    E acham que a Google, ou outra, fecharam as torneiras à NSA e congêneres? Um pouco naif, não?

    ResponderEliminar

[pub]