2014/07/15

O "ilimitado" passou a "à vontade"


Se pensavam que o fim do abuso da utilização do "ilimitado" (com limites) exigido pela Anacom iria colocar fim à criatividade artística dos departamentos de publicidade... obviamente que estavam enganados; e em jeito de aperitivo para o tipo de coisas que estarão para vir, eis que já temos a NOS a oferecer-nos "Internet móvel à vontade".

Confesso que talvez tenha sido ingénuo ao ponto de achar, mesmo que por pouco tempo, que os operadores iriam aproveitar esta oportunidade para nos trazerem tarifários explicitamente claros quanto às suas condições. Mas a realidade rapidamente nos faz acordar, e ver que isso não passa de um sonho.

Em vez de oferecer internet ilimitada móvel, a NOS oferece-nos agora internet à vontade - seja lá o que isso for. Será que internet "à vontade" corresponde a 1GB de dados? Ou será talvez 10GB? Ou, quem sabe, 1TB? Eu bem que gostaria de saber, mas infelizmente temos que nos fiar no "à vontade" segundo uma qualquer definição da NOS que só eles saberão.


Curiosamente, noutros pacotes ainda consta a palavra "ilimitado" associado às chamadas telefónicas - o que imagino que contempla a possibilidade de alguém estar ao telefone 24h por dia, 7 dias por semana. Infelizmente, já quanto às eventuais limitações do tráfego de internet, não há sequer qualquer menção: nem de que se trata de internet ilimitada à vontade, nem que corresponderá a X gigabytes ou terabytes de dados mensais. Novamente... lá teremos que confiar neles e na sua isenta definição de tráfego "adequado".

Moral da história: mudam-se os nomes, mas a história permanece a mesma.

20 comentários:

  1. Este é mesmo à vontade, durante os 30 dias após a recarga com 15€. Após esse período é o tarifário habitual. Não tem limite de tempo e/ou tráfego, apenas de velocidade. Aplica-se apenas à banda larga..

    Não compreendo a comparação com o pacote residencial..

    Mas.. Em tudo o resto, tanto a NOS como MEO e restantes continuam com o "ilimitado" esparramado em todo o lado..

    ResponderEliminar
  2. Se tem limite de velocidade também já não propriamente "à vontade". Pelos vistos precisamos de um novo acordo ortográfico com o vocabulário dos operadores...

    ResponderEliminar
  3. Estive a ler as condições dessa promoção, e parece que esse mês é à vontade sem limites. MAS é necessário ir à condições gerais para descobrires isto:

    "No âmbito destas providências inclui-se a possibilidade de, em qualquer tarifário e independentemente das características específicas do mesmo, quando atingir um consumo mensal de tráfego de quinze gigabytes, restringir a velocidade. Esta restrição, se e quando aplicada, garantirá sempre uma velocidade máxima igual ou superior a cento e vinte e oito kbps."

    Temos tráfego Ilimitado, mas depois de 15Gb, a velocidade baixa para os 128kb!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então não tens tráfego ilimitado. Tens tráfego até 15GB.

      Eliminar
    2. Desculpa discordar, mas mesmo depois da velocidade baixar para os 128kb, continuas a gastar tráfego para lá dos 15GB.

      Eliminar
    3. Diogo, por essa ordem de ideias, podiam restringir a 0.00001Kb/s e continuaria a ser "ilimitado".

      A Anacom refere bem que é sem limites e sem restrições na velocidade.

      Eliminar
    4. Diogo, e se comprasses um BMW que ao fim de 50 Km tem a velocidade máxima reduzida para 20 km\h? Ficavas satisfeito com a tua compra?

      Eliminar
    5. Tu deves trabalhar na NOS ou numa das concorrentes para vires com essa lógica da batata. Ou então gostas de comer gato por lebre.

      Eliminar
  4. Vocês esqueceram-se de ler isto: "Oferta de internet à vontade durante 30 dias para novos e atuais clientes com tarifários pré-pagos que efetuem um carregamento de €15 até 31 de agosto. Condições válidas apenas numa recarga de valor igual ou superior a €15. Nas restantes recargas aplicam-se as condições do tarifário subscrito. Preços e condições sujeitos a alterações nos termos da lei aplicável."

    Isto significa 15€ num mês, mas nos restantes é 1€ por cada hora de tráfego. Já deixa de ser à vontade.
    Internet 4G a 5mb??? Isso é mais 3G...

    ResponderEliminar
  5. Como se costuma dizer.. "à vontade não é à vontadinha". Mais do mesmo. Enfim..

    ResponderEliminar
  6. Só me apraz dizer que o melhor é aguardarmos por um tarifário com internet "à grande e à francesa".

    ResponderEliminar
  7. Para mim, este vocabulário inspira ainda menos confiança que o "ilimitado"...

    ResponderEliminar
  8. Eu desta vez discordo de vocês, no sentido que "à vontade" é por natureza um termo subjectivo, que dá ideia que não vais estar muito restrito, que terás liberdade, mas que se quiseres percebes mais pormenores é melhor pesquisares.

    Goste ou não goste, é totalmente diferente do escandaloso "ilimitado" que depois têm limites. Ou seja, quando se diz que o trafego é ilimitado, está-se a ser objectivo, e toda ou qualquer restrição que apareça nos detalhes entre em clara contradição com esta 1ª frase.

    ResponderEliminar
  9. Tirando a questão filosófica do "ilimitado" e do "à vontade", temos que por €15, o Kanguru permite habitualmente:

    - ou 15 h de navegação, ou um 1GB de tráfego
    - agora permite, durante um mês, navegação "à vontade", sem limite de tráfego mas sujeito à diminuição da velocidade depois de 15GB.

    É pá, para quem tiver um mês de férias seguidas é bom, dá 50 cts por dia. Com hotspot dá para a família toda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, como referi em baixo, isto não é para usar o ano inteiro, é para quem vai de ferias. Para usar o ano inteiro destruiria produtos concorrentes da NOS, bem menos atractivos para o consumidor, e isso os gestores do produto nunca permitiriam.

      Eliminar
  10. À vontade, não é à vontadinha... lol
    Infelizmente, a palhaçada continua!

    ResponderEliminar
  11. Isto é uma promoção de verão, que na pratica só durará ate final de Setembro. Ainda assim, é das melhores em Internet móvel que vi ate hoje.
    Nunca seria algo a titulo definitivo/permanente, pois iria interferir com as vacas gordas/sagradas dos contratos de fidelização pós-pagos de 1-2 anos, que mantêm praticamente os mesmos preços anos e anos.
    Mas desta vez, só por este verão, à NOS foge à regra, e em Outubro volta a tratar da saúde aos clientes.

    ResponderEliminar
  12. Carlos, a lei ainda não está em vigor .....

    ResponderEliminar
  13. Senhores da NOS da minha parte, estão À VONTADE para ir morrer longe.
    E que levem os outros pelo mesmo caminho (excepto a Vodafone).
    Obg.

    ResponderEliminar
  14. Eu bem avisei que ia ficar tudo na mesma. As leis em Portugal têm sempre um MAS, um PORÉM e um CONTUDO. Depois depende de que lado o advogado está: defesa ou acusação. O resto é treta.

    ResponderEliminar

[pub]