2014/08/27

Quanto vale a privacidade?

Muitas vezes temos abordado a questão da privacidade não passar de uma ilusão, tal a quantidade de sistemas e tecnologias utilizadas para saber tudo o que há a saber sobre nós, onde estamos, o que fazemos, o que desejamos. Por isso... e que tal se isso fosse dado como certo, e nos quisessem pagar por isso?

Poderá parecer uma ideia rebuscada mas é precisamente o que a empresa Luth Research está a fazer, pagando 100 dólares mensais a quem aceitar ser monitorizado para fins de análise e estudo de mercado, dados que depois serão revendidos a empresas interessadas.

É uma proposta interessante que nos força a (re)avaliar o valor dado à nossa privacidade. Se a maioria das pessoas poderá não gostar que os seus dados - locais por onde passa, que apps usa, que sites visita, etc. - sejam usados; o caso poderá mudar de figura se isso vier acompanhado por um cheque ao final do mês. E se for esse o caso... qual seria o valor que considerariam justo?

Será que por $100 mensais estariam dispostos a partilhar alguns aspectos da vossa vida privada; e se sim, até onde iriam? Será que por $1000 estariam dispostos a ser monitorizados continuamente tipo "Big Brother", incluindo aquilo que fizessem na privacidade do vosso lar?

Eu não sei se estaria disposto a isso... mas a ideia de poder receber $100 por partilhar o tipo de informação que, de uma forma ou de outra já estará a ser apanhada na web (ou partilhada nas redes sociais), nem me parece ser assim tão abusiva. E vocês, o que pensam de um mundo onde se fosse pago para revelarmos um pouco da nossa privacidade?

2 comentários:

  1. Estejam à vontade para dar o meu contacto pelos 100€ mensais ;) e o modo big brother se fosse bem falado a coisa também se dava=)

    ResponderEliminar
  2. Amadores, o Facebook tem os dados de borla e estes a dar 100Eur... tsc tsc :) :) :)

    ResponderEliminar

[pub]