2014/10/01

Windows 10 criticado por "regressar às origens"


Ontem a Microsoft apresentou-nos o seu novo Windows, que salta uma versão e passa a ser o Windows 10 - e não demoraram a surgir críticas de que é um enorme retrocesso. Mas, será que é?

Alguns "especialistas" estão a dizer que a Microsoft deu um enorme passo para trás ao se deixar influenciar pela pressão dos utilizadores e regressar ao "velho" start menu (ainda que remodelado), e que por isso este novo Windows 10 acaba por ser, na prática, o mesmo que um velhinho Windows XP. Mais, vêem isso como um sinal de falta de inovação, e como potencial morte face a "concorrentes" que inovem....

Ora, por muita coisa que se possa criticar na Microsoft e no Windows, não percebo sinceramente onde está o problema em dar aos utilizadores aquilo que eles desejam. Para o melhor e para o pior, milhares de milhões de pessoas têm usado o Windows nas últimas décadas e sentem-se perfeitamente felizes e capazes com aquilo que ele faz. Estas críticas que agora surgem parecem-me ser o tipo de coisa em que alguém deseja esquecer aquilo que funciona e inovar só por inovar. Bem, talvez se esqueçam que foi precisamente isso que a MS tentou fazer com o Windows 8... e veja-se o resultado!

Custará assim tanto admitir que há coisas que estão "bem feitas" e que não precisam de grandes mudanças? O Windows 10 vem dar retoques necessários e que serão úteis aos utilizadores (como os desktops virtuais, por exemplo), e também esbater a estranheza das novas "metro apps" que passam a poder ser tratadas como qualquer outro programa com janela redimensionável.

Não, não é nenhuma inovação, e é apenas um polimento sobre uma plataforma que tem décadas de história e tradição. Mas neste caso, parece-me que é melhor opção apostar naquilo que os utilizadores esperam, e ir melhorando essa experiência, detalhe a detalhe, do que pretender fazer algo "revolucionário" só para dizer que se é inovador, e deixar milhões de utilizadores com uma só preocupação quando compram um novo computador: "como é que eu posso meter o Windows 7 na máquina em vez do Windows 8?"

Venha de lá o Windows 10, que é o Windows que o público quer!


13 comentários:

  1. nao percebo este pessoal, saiu o win 8 e parece que excepto eu ninguem gostou da interface metro, agora tiram e é retrocesso....
    para mim a interface do win 8 está espetacular..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não percebes "este pessoal" então deixa-me explicar-te: quem aplaudiu a UI do Windows 8 está agora a criticar o Windows 10. Quem criticou e detestou o Windows 8 está agora a aplaudir o Windows 10.

      Pura e simplesmente estás a assumir é que são exatamente as mesmas pessoas a criticar quando não são.

      Eliminar
    2. "Espectacular" se usares dispositivos com touch.
      Para quem vem do Windows 3.1 como eu, aquele Metro é um grande atraso de vida e de tempo...

      Eliminar
    3. @ Rosmano, sim, certo, mas conheco bastante gente que saiu o 8 e criticou logo a ui, e agora que dizem que a vao remover essas mesmas estao a reclamar pk ja estao abituadas as do 8 :P.

      Eliminar
    4. Quanto ao windows 8 "primeiro estranha-se, depois entranha-se"... Foi uma mudança radica!l Ter o 8 e "regressar" a um 10 assemelha-se a um retrocesso... parece q em vez de se inovar o computador, se mudou um pouco a estética e voltou-se à base... esperava um pouco mais... se ao menos tivessemos a possibilidade entre escolher ter o menu Iniciar ou ter o Metro...

      Eliminar
    5. Ricardo Silva, você não é obrigado a baixar o win10, se prefere o 8 oras, permaneça com ele

      Eliminar
  2. Concordo perfeitamente com isso, o que não concordo é com o facto de ter um OS para tudo (PC, Tab e smartphones). Podemos ver o exemplo do Android aplicado em PC. Até é engraçado mas existem coisas que não funcionam, ponto. Tenho a certeza que no Windows será a mesma coisa. Ter a loja de aplicações transversal? ok... isso até o Android deveria ter com o Chrome OS, mas o que fazemos num PC não o fazemos da mesma forma num Tab e muito menos num smartphone. Espero é que este OS seja mais leve e funcional, que não seja apenas uma mascara sobre o antigo.

    ResponderEliminar
  3. A interface metro vai continuar, mas agora em dois "sabores" diferentes, fica ao critério de cada um agora, que quanto a mim era o que devia ter sido o windows 8 para evitar choques, mas também eu gosto muito da interface metro, foi algo muito inovador, talvez demasiado tendo em conta a confusão que causou

    ResponderEliminar
  4. Eu pessoalmente não trocaria o Windows 8(que me acompanha há 2 anos) por qualquer outro SO anterior da Microsoft, muito menos por outras opções da concorrência.

    O Windows 8 é leve, simples, fluido, intuitivo, moderno e seguro e isso ninguém pode contrariar, só mesmo quem nunca usou ou é "do contra".

    No meu caso não uso nem passo pela interface Metro, portanto não percebo quando se diz que o Windows 8/8.1 é um sistema totalmente falhado e "que não presta" por deriva da Metro ou ausência do Start Menu nativo, que se pode contornar. Resumindo, quem não a quer(interface Metro), não a usa ou então aguarda pelo Windows 10. :)

    Relativamente ás "ausências" que muito foram reclamadas, aí está a Microsoft a facultar uma ainda melhor experiência anunciada com o Windows 10.
    Críticas haverá sempre, mas não duvido que esses "especialistas" dos media, que criticam sem fundamento o Windows 10, são apenas uns tendenciosos totais de outras plataformas ou então são iguais àqueles que diziam em tempos "nunca usarei um Smartphone, gosto de teclas físicas"... e agora é vê-los aí!... ou seja, muito reticentes à mudança até um dia.

    Parabéns à Microsoft por todas as novidades anunciadas e ao novo protejo do Satya Nadella que está sem dúvida a "revolucionar" a Microsoft. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Técnicamente o Windows 8 é superior ás versões anteriores e mal seria se não fosse.
      No entanto afirmares que quem não partilha da tua opinião então é porque é "do contra" parece-me pouco razoável. Se calhar, só se calhar outras pessoas têm opiniões diferentes das tuas e têm todo o direito de não gostar do UI do Windows 8.

      Aliás tu pertences a uma minoria que gostou do UI pois a esmagadora maioria dos utilizadores domésticos e empresariais detestaram o Windows 8 porque quebra completamente as rotinas de uso do Windows.

      Eliminar
    2. Na minha interpretação daquilo que tenho lido, chovem criticas injustas na imprensa dos média(os do costume) ao anúncio de ontem e não se trata apenas do desagrado de uns ou outros utilizadores na relação «Win 8/8.1 vs Win 10» e vice-versa. Vê-se claramente que fontes fortemente tendênciosas procuram denegrir e atacar produtos que não são os seus preferidos e por conseguinte voltam à carga com novas críticas que deveriam ser elogios perante o anteriormente defendido por essas mesmas fontes. Na essência e como diz o ditado, "vai-se preso por ter cão e não ter" e a visada é a "coitada" da Microsoft. :)

      Não disse que gostei da UI. Como referi, não a uso nem "passo por ela" na minha utilização do Windows 8, ou seja, faço uso do Win8 "à lá Win7".

      Na minha primeira interacção com o Windows 8 num desktop, só estranhei ao primeiro relance e realmente faltava lá o menu iniciar, já a interface Metro no seu global não atrapalha "ninguém", a meu ver, pois as pessoas podem usar o SO "exactamente" como um Windows 7(à "excepção" da ausência do tal menu, que se contorna com um Classic Shell, por exemplo) e por essa deriva o Win8 não é nenhum "bicho papão horroroso" ou uma coisa totalmente modificada à qual é muito difícil a adaptação como se pinta na generalidade.

      Por essa razão, a maioria das críticas feitas ao SO Windows 8/8.1 não são justas, nem tão pouco reconhecem as vantagens ou qualidades que a Microsoft nele introduziu e que potenciam uma melhor experiência a vários títulos em relação ás versões anteriores.

      No entanto, a Microsoft está agora a ser criticada pela tal imprensa "especializada" que a acusa de "retrocesso" por atender ás criticas e sugestões dos utilizadores, veja-se só!...

      Claro que isto não é generalizado e haverá análises honestas(como a que o Carlos fez) que reconhecem o trabalho e intenções do Windows 10. Eu elucidei sobretudo aquela crítica banal desproporcionada que já é hábito a cada lançamento dos grandes player´s de mercado.

      Aquilo que se deve reter é que a Microsoft tem 2 excelentes SO´s no mercado(Win 7 e Win 8.1) para gosto pessoal de cada utilizador que pretenda o sistema da Microsoft e está na iminência de lançar no mercado o Windows 10 que vem tentar(e muito bem), agradar a todas as partes, além de todas as vantagens que trará.

      Sinceramente, prevejo que aquilo que mais me agradará com a chegada do WIndows 10(numa utilização direta e que mais vou dar importância) será o facto de poder executar as app´s da loja Windows sem ter que ocupar a "tela cheia" como ocorre presentemente no Win 8, pois de resto, para mim, não me queixo de qualquer outro aspecto por ter acoplada ou não uma UI no sistema que possuo.

      Aceito que digam o contrário da minha opinião e que haja gostos/visões diferentes dos produtos/serviços, tal como eu próprio prefiro umas coisas da Microsoft, outras da Google ou ainda de outras que não estas duas. :)

      Eliminar
  5. Eu não vejo diferença nenhuma. O Start Menu sempre existiu no Windows 8, só que ocupava o ecrã todo. (Agora no 10 ocupa 1/4 do ecrã). E sempre foi acessível a partir do canto inferior esquerdo... Tudo o que se faz neste Start Menu do Windows 10 já se podia fazer no Windows 8. É como estar a protestar por uma live tile ser amarela em vez de azul.

    ResponderEliminar
  6. Para mim ter o start menu, à lá 8, ou ter um campo de procura é a mesma coisa: apenas uso 'aquilo' para fazer pesquisa dos programas. Ok, admito que 'aquilo' até terá margem para evoluir para uma coisa funcional num PC mas, como está, só serve para interfaces touch.

    Goste-se ou não, é, ou deve ser, claro que 'aquilo' só servia como cavalo de troia para a MS nos "forçar" as plataformas móveis (tablets, smartphones,...) num período de declínio dos PCs. Ah, como não se usa rato, também faz sentido e é pratico de usar na xbox (onde apareceu pela 1º vez, se não estou enganado...).

    Quem usa o PC (tradicional) para trabalho estará sempre melhor servido com um menu. A Apple também tem coisas parecidas (não me lembro do nome daquilo) e que também não serve para nada, aliás foi algo que me apressei a desativar para não interferir com as ferramentas de trabalho. Curiosamente a tentativa de iOSificação do MAC também teve origem numa plataforma diferente.

    ResponderEliminar

[pub]