2015/01/21

Samsung poderá não usar o Snapdragon 810 no Galaxy S6

Poderemos estar prestes a uma mudança substancial no panorama mobile, com a possibilidade da Samsung não recorrer ao mais recente Snapdragon 810 para o seu novo topo de gama Galaxy S6.


Há relatos que indicam que depois de ter testado o novo Snapdragon 810, a Samsung terá decidido não o usar para o seu próximo Galaxy S6 devido a aquecimento excessivo quando usando em frequências mais elevadas, optando por recorrer aos seus próprios Exynos. Uma opção que poderá ter repercussões mais alargadas em toda a indústria mobile

É que sendo a Samsung um dos maiores clientes da Qualcomm, a perda desta encomenda representará um "rombo" substancial nas suas encomendas, o que irá afectar toda a cadeia de produção e também desenvolvimento de futuros chips. Já no passado assistimos à extinção de outros fabricantes de chips devido a acontecimentos idênticos, e embora a Qualcomm não esteja em risco de desaparecer de um dia para o outro, não deixará de ser uma derrota sigificativa. Derrota que é ampliada pela intenção da Samsung de também passar a usar o seu próprio "baseband" (actualmente, mesmo em smartphones que usem CPUs de outros fabricantes, é frequente usarem chips da Qualcomm para tratarem das comunicações 3G/4G.)

E não podemos também ignorar que o crescimento acelerado dos produtores chineses, que vai comendo cada vez maior quota de mercado, recorre a modelos que maioritariamente dão uso a chips deles próprios (como os Kirin da HiSilicon, pertencente à Huawei) ou de outros fabricantes como a MediaTek.

Será que daqui por um ano, ainda se olhará para os Snapdragon como sendo os chips de referência e os mais desejados nos equipamentos mobile?

Actualização: como estão as coisas, um ano depois?

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]